Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Operação da PF desarticula quadrilha que agia no Sul

Policiais cumprem 39 mandados de prisão. Criminosos cometiam homicídio, roubo, sequestro e tráfico de drogas e armas

Por Adriana Caitano - 25 out 2011, 09h42

Desde o início da manhã desta terça-feira, a Polícia Federal (PF) de Curitiba, no Paraná, cumpre 39 mandados de prisão e 50 de busca e apreensão na região Sul do país. A Operação Mercúrio tem como alvo uma quadrilha acusada de roubo, sequestro, homicídio, formação de quadrilha e tráfico de drogas e armas.

Entre os crimes cometidos pelo bando, investigado desde dezembro de 2010, estão o roubo de 1 milhão de reais do Banco Continental, no Paraguai, em maio, e o ataque a terminais de autoatendimento de bancos brasileiros. Somente para a Caixa Econômica Federal o prejuízo foi de 2 milhões de reais.

A quadrilha também roubava carros e clonava as placas dos veículos, assaltava casas em Curitiba e ônibus de turismo que passavam pela cidade. Em ações anteriores da polícia, após alguns dos crimes, foram apreendidos fuzis, pistolas e explosivos e dois criminosos foram mortos. Na operação desta terça, mais armas e munições foram encontradas.

De acordo com a PF de Curitiba, os principais investigados são de alta periculosidade e, portanto, serão presos por homens de grupos táticos e acompanhados até a cadeia com um forte esquema de segurança. Muitos são foragidos já condenados pela Justiça e serão encaminhados para penitenciárias federais de segurança máxima – Catanduvas (PR), Campo Grande (MS), Porto Velho (RO) ou Mossoró (RN).

Publicidade