Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Oito homens são presos no Morro da Providência, no Rio

Por Alessandra Saraiva

Rio – Um novo conflito entre policiais militares de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas levou à prisão de oito homens e apreensão de dois menores hoje no Morro da Providência, no centro do Rio. Houve troca de tiros, mas sem feridos.

Segundo informações da Secretaria de Segurança, ao meio-dia policiais receberam uma denúncia de recebimento de uma carga de entorpecentes em uma casa, localizada na região conhecida como “Pedra Lisa”. Policiais da UPP chegaram ao local e foram recebidos a tiros. Os policiais revidaram e notaram que pelo menos um dos atiradores conseguiu fugir pela mata ao redor da casa.

Após o confronto, os PMs descobriram uma quantidade não divulgada de drogas, escondida na mata. Dois adultos e dois menores foram encontrados pelos policiais e encaminhados para averiguação. Mais tarde, outra equipe de policiais da UPP foi ao local para continuar buscas e encontrou mais seis suspeitos escondidos. Todos foram presos.

Os detidos e as drogas apreendidas foram levados para a 4ª DP (Praça da República), onde o caso foi registrado. O policiamento foi reforçado na comunidade.

O confronto no Morro da Providência foi mais um na lista de conflitos envolvendo policiais, suspeitos de envolvimento em tráfico, e moradores das comunidades pacificadas nos últimos meses. Em junho, no Morro da Coroa, no Centro, três policiais foram atingidos pela explosão de uma granada arremessada por traficantes. Um dos PMs teve a perna amputada. Em agosto, no Morro Turano, na zona norte do Rio, policiais militares tentaram encerrar um baile funk na favela, mas moradores reagiram e atacaram os policiais com pedaços de pau, pedras, garrafas de cerveja e até coquetéis molotov.

Os mais violentos embates ocorreram no Complexo do Alemão e na Cidade de Deus, no começo de setembro. No Alemão, dez moradores ficaram feridos em conflito com militares da Força de Pacificação do Exército no morro da Alvorada. Na Cidade de Deus, jovens que saíam de um baile funk atiraram pedras e garrafas contra uma UPP, deixando um policial ferido.