Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O Papa e o arcebispo anglicano participam de preces ecumênicas

O Papa Bento XVI e o chefe da Igreja Anglicana e Arcebispo de Canterbury, Monsenhor Rowan Williams, celebraram vésperas ecumênicas neste sábado, na igreja do mosteiro de San Gregorio al Celio, por ocasião das comemorações dos mil anos de fundação da Casa Mãe dos Camaldulenses, em 1012.

Neste domingo, 11 de março às 16 horas, haverá uma conferência sobre o Ecumenismo em que o Arcebispo de Canterbury é convidado de honra e dará uma palestra intitulada: Virtudes monásticas e esperanças ecumênicas.

O Papa e o arcebispo de Canterbury pronunciaram uma homilia, antes da cerimônia do círio na capela da Igreja, onde também colocaram um ícone e uma cruz céltica elaborados em pedra e trazidos da Inglaterra. A capela foi inaugurada como um local de prece para os peregrinos anglicanos em Roma.

Bento XVI desejou que estes símbolos “estimulem os fiéis católicos e anglicanos que visitam em Roma os sepulcros gloriosos dos santos apóstolos e mártires (..) a rezar constantemente e a agir em favor da unidade” dos cristãos.

Levantado na colina romana de Celio, São Gregório é um dos mosteiros de referência da comunidade eremítica dos Camaldulenses, tendo desenvolvido com Canterbury uma relação constante desde o Concílio do Vaticano II (1962/65). Foi neste mosteiro que Gregório o Grande (frei e Papa entre 590 e 604) escolheu 40 frades em 597 para enviá-los a evangelizar a Inglaterra.

“A Igreja, como prova do espírito profético, reconheceu em São Gregório a capacidade de ver onde está a necessidade autêntica de Deus”, destacou Monsnhor Williams em sua homilia.

Ele fez um apelo a católicos e anglicanos a “purificar sua visão e a encontrar um certo senso de verdade em nosso mundo” ante “uma cultura febril da publicidade, que nos induz a desenvolver desejos irreais e desproporcionados”.

A celebração em São Gregório faz parte da tradição de preces ecumênicas das quais participam católicos e anglicanos, inauguradas pelo Papa João Paulo II.

Monsenhor Williams e Bento XVI mantêm vínculos calorosos e tiveram, neste sábado, uma audiência privada.

Mas as relações entre as duas Igrejas não são isentas de tensões desde que Bento XVI criou, em 2009, estruturas ad hoc para receber os anglicanos em ruptura com posições consideradas muito “liberais” assumidas por sua Igreja, principalmente a defesa dos direitos dos homossexuais ou a ordenação de mulheres sacerdotes. .