Clique e assine a partir de 9,90/mês

Nível do Cantareira volta a cair após quatro dias de estabilidade

Todos os outros mananciais do Estado também registraram queda no volume de água armazenada de ontem para hoje

Por Da Redação - 19 set 2015, 13h10

Após quatro dias de estabilidade, o nível do Sistema Cantareira voltou a cair, de acordo com dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) divulgados neste sábado, 19. Todos os outros mananciais do Estado monitorados pela empresa também registraram queda no volume de água armazenada de ontem para hoje.

Responsáveis por atender 5,2 milhões de pessoas, os reservatórios do Cantareira operavam, neste sábado, com 16,4% da capacidade, 0,1 ponto porcentual abaixo da sexta-feira. O índice considera as duas cotas de volume morto adicionadas no ano passado.

De acordo com a Sabesp, não choveu em nenhum ponto na região do Cantareira nas últimas 24 horas. Apesar disso, o manancial já superou as expectativas de precipitação para este mês. De 1º a 19 de setembro, a pluviometria acumulada é de 108,9 milímetros, maior do que a média histórica do mês, de 86,6 milímetros.

O Sistema Alto Cotia, por sua vez, opera com 60,6% da capacidade neste sábado, 0,2 ponto porcentual abaixo do de sexta-feira. Já no Rio Claro, o nível caiu de 59,4% para 58,9%. O Rio Grande registrou queda de 0,4 ponto porcentual, passando a operar com 87,5% da capacidade. No Guarapiranga, o volume de água armazenada recuou de 78,5% para 78,3%, enquanto no Alto Tietê o nível diminuiu de 16% para 15,9%. Em todos eles também não choveu nas últimas 24 horas.

Continua após a publicidade

(com Estadão Conteúdo)

Publicidade