Clique e assine a partir de 9,90/mês

Não é sábio responder a esse tipo de crítica, diz Moro

Perguntado se existe pedido de prisão contra Lula, o juiz não respondeu

Por Rodrigo Rangel - Atualizado em 16 set 2016, 00h31 - Publicado em 15 set 2016, 20h54

O juiz Sergio Moro afirmou nesta quinta-feira, após uma palestra na Universidade da Pensilvânia (EUA), que “não é muito sábio da parte de um juiz” tecer comentários sobre as críticas à operação Lava-Jato. 

 Indagado sobre o que dissera horas antes o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , apontado pelo Ministério Público Federal como o “comandante máximo” do esquema de corrupção na Petrobras, Moro respondeu: “Sobre um assunto tão concreto assim eu prefiro não falar. Não é muito sábio da parte de um juiz ficar fazendo comentários porque até parece que a gente está respondendo a esse tipo de crítica”.

 Moro também se recusou a responder, concretamente, sobre a queixa de que a Lava-Jato estaria sendo conduzida politicamente. “Não posso responder isso”, afirmou.

 O juiz disse que ainda não examinou a denúncia contra Lula apresentada nesta quarta-feira pelo Ministério Publico Federal e que “não tem previsão” de quando decidirá se acolhe ou não o pedido de abertura de processo contra o ex-presidente. Finalmente, perguntado se os procuradores pediram também a prisão de Lula, Moro saiu-se com uma resposta capaz de aumentar ainda mais o mistério. “Vou ficar devendo essas respostas”, disse, rindo, antes de encerrar a entrevista. “Cut, cut, cut (Corta, corta, corta)”, brincou, em inglês.

Continua após a publicidade

 

Publicidade