Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Namorado de Miss Brasil 2010 deixa UTI

Hermon Souza Lopes apresentou melhora e foi transferido para apartamento; Débora Lyra faz fisioterapia e já consegue sentar fora do leito hospitalar

Por Da Redação 1 jan 2012, 13h08

Hermon Souza Lopes, de 22 anos, namorado da Miss Brasil 2010, Débora Lyra, deixou neste domingo a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Centro Integrado de Atenção à Saúde (Cias), em Vitória, e foi transferido para um quarto. Segundo o último boletim médico divulgado pela assessoria do hospital, ele apresentou melhora do quadro clínico. Hermon passou por cirurgia no fêmur direito e teve fratura na clavícula. Débora, de 22 anos, permanece na UTI sem previsão de alta. O estado de saúde dela é estável, informa o boletim.

A miss Brasil 2010, Débora Lyra, com o namorado, Hermon Lopes
A miss Brasil 2010, Débora Lyra, com o namorado, Hermon Lopes VEJA

A ex-miss já consegue ficar sentada fora do leito hospitalar após a cirurgia na coluna, na última quarta-feira, e continua fazendo fisioterapia para recuperar as funções respiratória e motora.

Segundo Fernando Lyra, pai de Débora, a equipe médica fez um bom prognóstico de recuperação e praticamente não há risco de que ela tenha algum dos movimentos do corpo comprometido.

Débora Lyra passou por uma operação para retirada do baço e outra para reconstruir uma vértebra do pescoço fraturada em um acidente de carro na BR-101 Sul, em Guarapari, litoral do Espírito Santo, na última terça-feira.

Ela estava a caminho de Búzios, no litoral do Rio de Janeiro, com o namorado, Hermon Souza Lopes, uma amiga do casal, Caroline Carone, 21, além da mãe de Hermon, Maria Auxiliadora Miguel de Souza, 56, que morreu no local da batida.

Outras três pessoas ficaram feridas. Caroline, que estava internada no mesmo hospital, recebeu alta no sábado. Ela teve uma luxação na bacia e precisou operar o punho.

Acidente com a Miss Brasil 2010, Débora Lyra, na BR-101, em Guarapari, Espírito Santo
Acidente com a Miss Brasil 2010, Débora Lyra, na BR-101, em Guarapari, Espírito Santo VEJA

Batida – Chovia na hora do acidente. Segundo a polícia, Hermon perdeu o controle do carro, invadiu a pista no sentido contrário e bateu de frente em um Toyota Bandeirante.

No outro carro estavam Roberto Lessa Vasconcellos, de 59 anos, Victor Castro Miranda Damázio, de 22, e Júlia Brasil Lessa de Vasconcellos, de 26, que também tiveram ferimentos graves. Roberto teve que operar a tíbia e não tem previsão de alta.

Ele foi submetido a uma cirurgia ortopédica. Victor e Júlia também continuam internados. O estado de saúde deles é estável.

Continua após a publicidade
Publicidade