Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Na terra dos irmãos Gomes, Marina pede trégua em nome de Campos

Candidata à Presidência da República pelo PSB lembrou a morte do ex-colega de chapa, que completa um mês neste sábado, em agenda no reduto dos irmãos Ciro e Cid Gomes, adversários de Campos

A candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, invocou a memória de Eduardo Campos, morto há um mês em um acidente de avião no litoral de São Paulo, para pedir uma trégua dos ataques adversários à campanha. “Hoje é um dia muito especial para nós porque faz exatamente um mês que nós perdemos o Eduardo Campos. Nós queremos estabelecer esse dia como um dia de trégua na campanha, queremos falar de propostas, de coisas que juntos a gente sonhou pelo Brasil”, disse. O pedido foi feito durante entrevista coletiva concedida neste sábado em Sobral, cidade do interior do Ceará e reduto dos irmãos Cid e Ciro Gomes, ex-pessebistas aliados de Dilma que romperam com Campos após o partido anunciá-lo como candidato ao Planalto. Depois disso, os irmãos migraram para o novato PROS.

Leia também:

Marina muda peça de TV e concentra críticas em Dilma

Marina: ‘Nunca pensei que o PT tentaria me destruir

Uma baixou o nível e a outra não quer debate’, diz Aécio

Marina, que vem sofrendo um verdadeiro bombardeiro de seus opositores, especialmente do PT, reforçou o discurso que vem repetindo de que é possível governar com os melhores de todos os partidos e afirmou que há qualidades em todos os setores da sociedade e também nas siglas. “Infelizmente, foi preciso que Eduardo perdesse sua vida para que todos os partidos e políticos reconhecessem seu valor”, disse.

Questionada sobre as críticas feitas pelos Gomes à sua candidatura, Marina disse que “oferece a outra face”. “Em nome da memória de Eduardo Campos, que foi companheiro de Ciro Gomes no mesmo partido, eu quero, nesse dia, oferecer a outra face: do diálogo e do respeito, de quem acredita na democracia”, se limitou a dizer. O governador do Ceará, Cid Gomes, fez coro com o PT e disse que, se eleita, Marina não cumpriria o mandato e classificou sua candidatura como “canoa furada”. O deputado Cid Gomes, ex-governador do Estado, disse que Marina representa “um vazio absoluto”.

Homenagens – Neste sábado, Marina tem programada uma intensa agenda de campanha com eventos em Campina Grande (PB), João Pessoa (PB) e em Teresina, no Piauí. Coordenadores da campanha disseram que fizeram questão de manter a agenda em Sobral como uma espécie de homenagem a Campos, que ainda no começo da corrida eleitoral tinha intenção de fazer campanha na terra dos seus opositores. Em vez de voar voos comerciais, como vem fazendo, Marina optou por fretar um jato neste fim de semana para viabilizar a agenda intensa. Integrantes da campanha se emocionaram durante o voo ao lembrar de histórias de Campos, que morreu a bordo de uma aeronave.

No Recife, terra natal do ex-governador, está prevista uma missa no fim da tarde em sua memória. Em sua página no Facebook, a viúva Renata Campos e os cinco filhos – Maria Eduarda, João, Pedro, José e Miguel – assinaram um texto em homenagem a Campos. “Pode ficar tranquilo. Sua bandeira é agora a bandeira de todos os brasileiros. Seu amor e sua dedicação são nossa maior herança. Não, não vamos desistir do Brasil em hipótese alguma”, dizia a mensagem, direcionada a ‘Dudu’, como Campos era chamado pela família e por amigos próximos.