Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Museu Nacional após tragédia: ajuda internacional e pesquisas retomadas

Instituição se organiza para retomar atividades após incêndio que destruiu boa parte do acervo e do prédio histórico na Quinta da Boa Vista

Motivo de comoção pelo mundo, o Museu Nacional começa a se reorganizar após o incêndio que destruiu boa parte de seu acervo no domingo e consumiu o histórico prédio principal, que continua interditado pela Defesa Civil municipal, por causa dos riscos de desabamento na parte interna.

Segundo a vice-diretora da instituição, Cristiana Serejo, museus e instituições científicas do Brasil e de outras partes do mundo estão oferecendo peças para recompor o acervo perdido. Itens do próprio Museu Nacional que estavam cedidos a outras instituições também estão sendo requisitados. Segundo Cristiana, a ajuda internacional seria o ponto de partida para a recuperação do museu. O governo da França já se colocou à disposição para ajudar.

Um dia e meio depois do incêndio, algumas atividades de pesquisa já foram retomadas no Horto Florestal, dentro da própria Quinta da Boa Vista, onde estavam algumas coleções que foram poupadas, como a de vertebrados, invertebrados, botânica, além de uma biblioteca de 500.000 exemplares, que reúne alguns exemplares raros. O acervo do museu reunia mais de 20 milhões de itens.

“Fizemos uma reunião com os funcionários hoje cedo e já estamos nos reorganizando nessa parte do Horto, que comporta mais gente e algumas coleções”, explicou Cristiana. “As pós-graduações estão sendo realocadas lá, o museu está se reorganizando para recuperar a pesquisa.”

Cristiana contou que um fóssil de baleia que já pertencia ao museu deve ser devolvido. Acervos de insetos, por exemplo, foram oferecidos como doação, bem como de peças indígenas. “Vamos manter a pesquisa, o ensino e a extensão”, disse a diretora. “Estamos vivos aqui no museu.”

Algumas poucas peças foram recuperadas dos escombros, como um quadro do marechal Rondon, alguns meteoritos, dois vasos de cerâmica e fragmentos de fósseis humanos.

Os fragmentos de um crânio achados no Departamento de Paleontologia deram esperanças aos pesquisadores de que poderia se tratar de Luzia, o fóssil mais antigo já achado nas Américas, de cerca de 12.000 anos. O fóssil é precioso, porque foi responsável por mudanças significativas nas teorias de ocupação humana do continente. Entretanto, alertou Cristiana, o departamento de paleontologia tinha centenas de fósseis humanos. “A gente não sabe dizer se é o crânio de Luzia, temos que avaliar”, explicou. “Os escombros são muito grandes, especialistas têm que analisar para darmos uma informação correta. Mas, claro, sempre temos esperança.”

A vice-diretora explicou ainda que uma empresa especializada deve ser contratada para ajudar no trabalho de arqueologia que deverá ser feito para a busca de peças em meio aos escombros do incêndio. “É um trabalho de arqueologia, não é algo que possa ser feito com uma escavadeira”, lembrou.

Investigação

Militares fazem a segurança na Quinta da Boa Vista e traçaram um cerco nos arredores do Museu Nacional para impedir eventuais saques aos escombros do incêndio. Técnicos da Polícia Federal também estiveram vistoriando os escombros em busca de dados que possam determinar as causas do incêndio. O Museu Nacional do Rio de Janeiro não contava com brigada de incêndio nem com seguro para o acervo.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ataíde Jorge de Oliveira

    Ï
    #£a,£u££a££aH:£aVem@NegaLUZzZíA,noMeiDA¢aVa££aRIA 😮
    Ï
    !

    Curtir

  2. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    É hora de toda a reitoria UFRJ entregar seus cargos e retirar o PSOL, PCB E PC do B da reitoria também:
    “Não convém deixar o PSOL administrar museus e universidades”(Folha)

    Curtir

  3. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    TODOS ESTES DEVEM ENTREGAR OS CARGOS:
    Reitoria da UFRJ responsável pela manutenção e suporte ao Museu Nacional:

    Reitor: ROBERTO LEHER – filiado ao PSOL;
    Vice-reitora: DENISE FERNANDES LOPEZ – filiada ao PSOL;
    Pró-reitor de graduação: EDUARDO GONCALVES – filiado ao PCB;
    Pró-Reitor de Planejamento, Desenvolvimento e Finanças: ROBERTO ANTONIO GAMBINE MOREIRA – filiado ao PC DO B;
    Pró-Reitora de Extensão: MARIA MELLO DE MALTA – filiada ao PSOL;
    Pró-Reitor de Pessoal: AGNALDO FERNANDES – filiado ao PSOL;
    Decano do CCJE: VITOR MARIO IORIO – filiado ao PSOL

    Curtir

  4. Ataíde Jorge de Oliveira

    pS*
    😮
    #TragédiA,Anun$çÏAdAªªª,pQp;vejA,ORa*A*VEjA 😮

    Curtir

  5. “Motivo de comoção pelo mundo….” …. não apenas pelo mundo, mas daqui da Terra até o planeta B612 (lar do pequeno príncipe)… menos, Batista, menos! … não é pra tanto… o povo do Rio tem
    alguns hospitais públicos quase aos cacos… e ninguém acha que isso comove o mundo.

    Curtir