Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mulheres confessam esquartejamento de motorista

Pedaços do corpo do motorista foram espalhados em sacos plásticos pela capital paulista em março

Três mulheres confessaram nesta segunda-feira participação no esquartejamento do motorista Álvaro Pedroso, de 55 anos, em São Paulo. Segundo o Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), elas foram presas na última sexta-feira na capital paulista e estão detidas no 89º Distrito Policial, no bairro do Morumbi. A Justiça decretou a prisão temporária por trinta dias.

A polícia investiga o caso desde o dia 23 de março deste ano, quando foram localizados sacos plásticos contendo pedaços do corpo do motorista, até então não identificado, espalhados pelo bairro de Higienópolis. O primeiro saco foi encontrado por um catador de papel entre as ruas Sabará e Sergipe. Cinco dias depois, uma cabeça foi achada na Praça da Sé por um morador de rua. A família de Pedroso reconheceu a cabeça no dia 2 de abril.

De acordo com as investigações, a mandante do crime seria uma amante do motorista, que seria garota de programa e queria dinheiro. Ela foi flagrada por câmeras de segurança passando pela região do Cemitério da Consolação no dia em que partes do corpo foram localizadas.

Imagens de câmeras de segurança próximas ao cemitério mostraram três mulheres com um carrinho de compras no dia do crime. O mesmo carrinho foi encontrado dias mais tarde com um morador de rua, que confessou ter recebido partes do corpo da vítima, em sacolas plásticas, para distribui-las em troca de 30 reais.

Leia também:

Motorista queria ‘dar susto’ em amante e queria comprar arma