Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Mulher descobre bigamia por sugestão de amizade no Facebook

Por Patrik Stollarz - 10 mar 2012, 17h07

Um americano está sendo acusado de bigamia depois que o Facebook sugeriu à sua ex-mulher que adicionasse como amiga sua nova esposa, informou a imprensa local neste sábado.

Alan O’Neil – cujo nome original é Alan Fulk – será julgado no tribunal de Pierce County, em Washington, em 22 de março porque sua ex-mulher – que, no entanto, continuava oficialmente casada com ele – descobriu por meio da rede social que o acusado mudou de nome e estava novamente casado.

Fulk casou-se com sua primeira esposa em 2001, mas saiu de casa oito anos depois, apesar de nenhum dos dois ter pedido o divórcio.

Em dezembro, ele mudou seu nome para O’Neill e no mesmo mês casou-se com sua segunda esposa, de acordo com documentos da acusação divulgados pelo jornal News Tribune em Tacoma, no nordeste de Washington.

Publicidade

O promotor de Pierce County, Mark Lindquist, afirmou que a primeira esposa descobriu a existência da nova mulher quando o Facebook a recomendou como uma nova “amizade” na rede social.

Ao clicar na foto, a ex-mulher viu seu ex-marido com a nova parceira, usando trajes de festa, ao lado de um bolo de casamento. Ela então ligou para a mãe dele.

“Uma hora depois, o réu (O’Neil) chegou ao apartamento da ex-mulher, e ela perguntou várias vezes se eles estavam divorciados”, informou o tribunal. “O réu disse, ‘não, nós ainda estamos casados'”, diz o documento.

O’Neill pediu para que não comentasse o fato com sua nova esposa, mas ela alertou as autoridades.

Publicidade

“Não é o crime do século, mas é um crime”, disse Lindquist ao jornal.

Publicidade