Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

MP-RJ denuncia quatro PMs por lavagem de dinheiro

Um dos acusados é o ex-comandante de Operações Especiais, coronel Alexandre Fontanelle, denunciado também por associação criminosa em 2014

O Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou, nesta terça-feira, seis pessoas envolvidas em um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro na Polícia Militar. Entre os acusados estão o ex-comandante de Operações Especiais, coronel Alexandre Fontenelle Ribeiro de Oliveira e mais quatro oficiais da PM.

Os outros denunciados são o ex-subcomandante do Batalhão de Bangu, na Zona Oeste, major Carlos Alexandre de Jesus Lucas, o ex-chefe do serviço reservado do 14º BPM, capitão Walter Colchone Netto, e o ex-coordenador operacional do 14º BPM, major Edson Alexandre Pinto de Góes. Além dos agentes, foram acusadas a mãe de Fontenelle, Maria Mércia Fontenelle de Oliveira, e a irmã dele, Maria Paula Fontenelle de Oliveira – ambas advogadas.

Leia também:

Polícia prende quadrilha suspeita de falsificar cervejas

Operação policial apreende armas de guerra na Baixada Santista

Durante o dia, integrantes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (Gaeco) e da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública cumpriram dez mandados de busca e apreensão em locais relacionados aos denunciados.

De acordo com o MP-RJ, Fontenelle e outros 25 policiais militares já haviam sido denunciados, em setembro de 2014, por associação criminosa, acusados de participarem de um esquema de arrecadação de propina junto a comerciantes, mototaxistas, motoristas e empresas transportadoras da área de Bangu. A Procuradoria ainda afirmou que o coronel é proprietário de dois apartamentos – que, juntos, valem 1,7 milhão de reais – além de uma casa, registrados em nome de terceiros.

(Com Agência Brasil)