Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Motorista que matou filho da atriz Cissa Guimarães no Rio de Janeiro agora é réu por homicídio doloso

Dois meses depois do atropelamento de Rafael Mascarenhas, Justiça aceita denúncia do Ministério Público. Pai e irmão do atropelador também respondem

Por Leo Pinheiro, do Rio de Janeiro 21 set 2010, 12h18

“Hoje tem festa no Céu, dois meses que o Rafa está lá! Linda comemoração, showzaço! Beijos Filho!”, escreveu Cissa Guimarães, em sua página num site de relacionamentos

O motorista que atropelou e matou o jovem Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães, no Rio de Janeiro, é considerados réus por homicídio doloso desde a tarde de segunda-feira. O juiz do 2º Tribunal do Júri da Capital, Paulo de Oliveira Lanzelloti Baldez, aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público. Baldez não decidiu ainda, no entanto, se julgará o caso sozinho ou auxiliado por júri popular. Para embasar sua decisão, o magistrado ouvirá algumas das testemunhas do inquérito policial. Caso opte por levar o caso a júri popular, sete cidadãos civis serão convocados como jurados.

Rafael Bussamra, que dirigia o Siena que atropelou e matou Mascarenhas, responde por homicídio doloso e ainda será julgado pelos crimes de fuga, racha em via pública, fraude processual e corrupção ativa, cujas penas somadas podem chegar a 36 anos de reclusão. Seu pai Roberto Martins Bussamra, 48 anos, e seu irmão mais novo Guilherme, 23, também responderão por corrupção ativa e fraude processual, respectivamente.

Gabriel Henrique de Sousa Ribeiro, 19 anos, motorista do carro que chegou a ser indiciado pela delegada Bárbara Lomba por homicídio doloso por disputar corrida com Bussamra na noite do atropelamento, será julgado apenas pelo crime de racha, e poderá ter sua pena convertida em trabalhos sociais e a possível suspensão de sua carteira de habilitação.

A Justiça aceitou a denúncia exatamente dois meses após o acidente que vitimou o músico de 18 anos, filho caçula da atriz. Rafael Mascarenhas foi atropelado no Túnel Acústico, na Gávea, zona sul do Rio, enquanto andava de skate em uma pista interditada para manutenção.

Em sua página pessoal em um site de relacionamentos a atriz demonstrou resignação com a perda do filho. “Hoje tem festa no Céu, dois meses que o Rafa está lá! Linda comemoração, showzaço! Beijos Filho!”, escreveu Cissa.

Audiência militar – A Juíza Ana Paula Barros, responsável pelo processo militar que apura as denúncias de corrupção passiva contra o sargento Marcelo Leal e o cabo Marcelo Bigon, acusados de extorsão por supostamente terem cobrado 10 mil reais de Roberto Bussamra, marcou a audiência de provas da defesa dos policiais militares para o próximo dia 28 de setembro, às 12h, no prédio da Auditoria Militar na Zona Portuária do Rio de Janeiro.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)