Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Motorista de ônibus diz que não notou ter atropelado ciclista

Onofre Marques dos Santos foi indiciado por homicídio culposo (sem intenção)

O dentista e triatleta Pedro Nikolay, de 31 anos, que treinava ciclismo para uma competição na Espanha, morreu horas após ser atropelado por um ônibus, às 5h50 desta terça-feira, em Ipanema, Zona Sul do Rio. O motorista deixou o local sem prestar socorro. Depois, à Polícia Civil, disse não ter notado que havia atropelado uma pessoa.

Pedro estava com um grupo de ciclistas quando foi atingido por um coletivo que fazia a linha 433 (Vila Isabel – Leblon). O ônibus havia partido do Leblon, bairro vizinho a Ipanema, e seguia rumo à Zona Norte trafegando pela avenida Vieira Souto. Nessa via, das 5h às 6h30, em dias úteis, a faixa da esquerda é preferencial para treinamento de ciclistas, mas não existe divisória, apenas placas de aviso.

Leia também:

Leia também: Ciclista morre ao ser atropelado por ônibus no Rio

Quando virou à esquerda para entrar na avenida Henrique Dumont, o ônibus atingiu o ciclista, que seguia no sentido contrário. Ele treinava havia 31 minutos e já tinha percorrido 17,9 quilômetros. Ao ser atingido, Pedro estava a 37,9 km/h. Colegas do ciclista afirmam que o ônibus fez a conversão quando o sinal estava fechado para o veículo, o que foi negado pelo motorista. O coletivo seguiu seu trajeto e Pedro foi socorrido por colegas. Bombeiros levaram o ciclista até o Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon. Às 10h10 Pedro foi declarado morto devido a politraumatismos.

Indiciamento – O motorista, identificado como Onofre Marques dos Santos, foi conduzido à tarde à 14ª DP, onde afirmou não ter notado o acidente e negou que tenha passado por semáforo vermelho. Segundo a polícia, ele será indiciado por homicídio culposo (sem intenção), que pode ser agravado por omissão de socorro. A polícia ainda procura testemunhas ou imagens de câmeras de segurança que tenham registrado o acidente.

Solteiro e sem filhos, Pedro morava com a família em Copacabana (zona sul), onde mantinha um consultório, e treinava regularmente para a competição Iron Man que vai ocorrer em Mallorca, na Espanha, no dia 11. Segundo a prefeitura do Rio, desde junho de 2011, quando começou a circular, o ônibus que causou o acidente recebeu 19 multas, que renderam 80 pontos.

Outro caso – Esse é o segundo caso de atropelamento de ciclista neste mês no Rio. No dia 1º de abril, a diretora de televisão Gisela Matta, de 36 anos, também morreu no hospital após ser atropelada por um ônibus. Ela passeava de bicicleta quando foi atingida por um coletivo da Transportes Futuro na esquina das avenidas General San Martin e Bartolomeu Mitre, no Leblon, Zona Sul.

(Com Estadão Conteúdo)