Clique e assine a partir de 9,90/mês

Morre jovem de 17 anos brutalmente estuprada no Piauí

Daniele Rodrigues teve esmagamento da face, lesões no pescoço e no tórax. Ela será sepultada nesta segunda em Castelo do Piauí

Por Talyta Stella Vespa - 8 jun 2015, 08h15

Morreu na noite deste domingo uma das quatro adolescentes brutalmente estupradas por cinco criminosos (quatro deles menores de idade) em Castelo do Piauí (PI) – o crime ocorreu no último dia 27 de maio e chocou a cidade. Daniele Rodrigues, de 17 anos, ainda foi empurrada de cima de um morro com cerca de 7 metros de altura. A garota teve esmagamento da face, lesões no pescoço e no tórax. Ela será sepultada nesta segunda-feira no interior do Piauí.

Daniele passou por três cirurgias (uma delas para reconstrução da face) no Hospital de Urgência de Teresina, capital do Estado, mas não resistiu. Ela teve hemorragia e perdeu muito sangue. A morte foi confirmada neste domingo pelo diretor do hospital, Gilberto Albuquerque. Desde sábado, os médicos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde ela estava internada em estado grave, aguardavam para realizar exames que poderiam confirmar a suspeita de morte cerebral, uma vez que a jovem não reagiu aos estímulos depois de ter a sedação retirada.

As outras três vítimas permanecem internadas em hospitais de Teresina, mas estão conscientes. Os cinco suspeitos do estupro foram detidos pela Polícia Civil. Os quatro menores estão internados em uma unidade para jovens infratores, enquanto Adão José de Sousa, de 40 anos, acusado de liderar o estupro, está preso provisoriamente em outra penitenciária. Ao ser detido, ele negou participação no crime. Sousa afirmou que já havia sido preso por tráfico de drogas e roubos e que passou treze anos detido em São Paulo. Segundo o agente de Polícia Civil Joaquim Junior, os menores também tinham passagens pela polícia e eram usuários de drogas.

Publicidade