Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Moro dá mais 30 dias para Comissão avaliar ‘tralhas’ de Lula

Objetivo é avaliar se e quais objetos guardados pelo ex-presidente no Banco do Brasil devem ser incorporados ao Patrimônio da Presidência da República

O juiz federal Sergio Moro concedeu mais trinta dias para a Comissão Especial da Secretaria de Administração da Presidência da República avaliar as “tralhas” do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A decisão do magistrado acolhe pedido do secretário de Administração da Secretaria de Governo da Presidência da República, Antonio Carlos Paiva Futuro.

O prazo solicitado tem por objetivo “a conclusão dos trabalhos pela Comissão Especial destinada a averiguar quais objetos depositados pelo ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em cofre do Banco do Brasil devem ser incorporados ao Patrimônio da Presidência da República”.

“Defiro o prazo adicional de 30 dias para a conclusão dos trabalhos, contados do fim do prazo original, findo o qual deverá ser apresentado o relatório final a este Juízo”, determinou Moro na decisão de 17 de novembro.

A comissão que avalia os bens é composta por “representantes da Secretaria da Presidência da República, da Secretaria de Controle Interno da Diretoria de Documentação Histórica DDH do Gabinete Pessoal no âmbito da Presidência da República, e ulteriormente do Tribunal de Contas da União e do Instituto Brasileiro de Museu Ibram”.

Em março deste ano, quando estourou a Operação Aletheia – desdobramento da Lava Jato que levou o ex-presidente para depor -, a Polícia Federal encontrou em um cofre no Banco do Brasil em São Paulo objetos que o ex-presidente chama de “tralhas” e relata ter recebido de presente quando exerceu os dois mandatos (2003/2010). A busca achou moedas, espadas, adagas, canetas, condecorações e outros objetos de valor que estavam armazenados no banco desde 2011, sem custo, segundo informou o gerente da agência na ocasião.

No mesmo dia em que foram feitas as buscas no cofre, Lula foi conduzido coercitivamente para depor e, irritado, disse que não sabia onde estavam as inúmeras “tralhas” que ganhou quando presidente e que iria entregar tudo para o Ministério Público. Antes disso, o ex-presidente havia sido flagrado em um grampo com um advogado fazendo críticas às investigações sobre os presentes e dizendo que iria mandar tudo para um prédio do Ministério Público Federal.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jorge Afonso

    ISSO É FURTO!!! PEGA LADRÃO…….

    Curtir

  2. Como não chamar esse lulladrão de vagabundo, corrupto, marginal, chefe de quadrilha, bandido, de ladrão?
    Esse vagabundo lulladrão não pode escapar da cadeia, nem que seja por um dia, mas que esse dia seja o último de sua vida, para que apodreça na cadeia.

    Curtir

  3. Luiz Fernando Quirino

    O Juiz Sergio Moro utiliza a palavra “tralha”.
    Depois quer parecer imparcial.

    Curtir

  4. Lula achava que o cofre do BB era seguro. Mais seguro seria levar o tesouro surrupiado lá pros cafundós do sítio em Garanhuns

    Curtir

  5. Lucio Sperandio

    O Lula além de estar na seleta lista de ser um dos políticos mais corrupto da historia deste país.Também demonstra ser um homem cínico e bossal. Nas entrevistas ele se porta como se fosse um cidadão honesto,
    ; Coisa que com certeza ele não É !…

    Curtir

  6. Marcos Palumbo

    Já observou como tem gente que surfa com o dinheiro do povo numa boa? Quando pararem de roubarem os cofres públicos e tirarem esses mega salário que criam rombo de verdade, essa coisa de Brasil toma rumo certo. Todo dia uma notícia ruim que roubaram milhões …deveria tomar todos os bens dessas pessoas e deixarem elas com um Salária mínimo…kkkk….

    Curtir

  7. Percilio Barreto Monteiro

    Enquanto isso a SOCIEDADE faz vista grossa e deixa de cobrar e refletir a respeito do SUPERSALARIO DO JUDICIARIO. Salários acima do teto estabelecido pela CF. Isso pode ARNALDO.

    Curtir