Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Moradores tentam tirar nome Emílio Odebrecht de rua em Salvador

Moradores vão à prefeitura de Salvador para trocar nome da Rua Emílio Odebrecht, uma homenagem ao bisavô de Marcelo Odebrehct e não ao pai e delator

Por Felipe Frazão Atualizado em 5 Maio 2017, 17h54 - Publicado em 5 Maio 2017, 15h52

Um grupo de soteropolitanos procurou a prefeitura de Salvador com um pedido que releva a que ponto chegou a vergonha em estar associado ao nome Odebrecht, a maior empreiteira do país e outrora um símbolo do orgulho baiano. Eles queriam mudar o nome da rua onde vivem, no bairro da Pituba. Ela se chama Rua Emílio Odebrecht.

Os moradores foram demovidos da ideia. Por meio de consulta a registros oficiais, eles descobriram que o batismo da rua não era uma reverência ao hoje notório Emílio Odebrecht, o patriarca do clã que ao lado do filho Marcelo Bahia Odebrecht delatou com naturalidade à Operação Lava-Jato como corrompeu políticos e financiou irregularmente campanhas eleitorais por mais de trinta anos, em troca de benefícios para seu grupo empresarial.

A rua homenageia outro Emílio Odebrecht, um dos precursores da construção civil no Nordeste, antigo sócio da Isaac Gondim e Odebrecht Ltda e criador, em 1923, da Emílio Odebrecht & Cia. O Emílio Odebrecht em questão foi pai de Norberto Odebrecht, fundador da atual construtora, avô de Emílio Odebrecht e bisavô de Marcelo Odebrecht – os dois últimos delatores da Lava-Jato.

Por enquanto, tudo como dantes na Rua Emílio Odebrecht, assim batizada em 1966, por meio de lei aprovada na Câmara Municipal e sancionada pelo então prefeito biônico Nelson de Oliveira. Mas o prestígio da família ficou abalado.

SE ESSA RUA FOSSE MINHA – Moradores tentaram tirar o nome de Emílio Odebrecht, o avô, por causa do envolvimento do neto e atual patriarca do clã na Operação Lava-Jato, da qual é um dos delatores Reprodução Google Street View/VEJA
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês