Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ministro oferece apoio federal ao Ceará e alfineta governador

Neste domingo, petista Camilo Santana cobrou União por 'combate ao crime organizado'; Torquato Jardim insinua 'razões políticas'

O ministro da Justiça, Torquato Jardim, afirmou que será constituída uma força-tarefa federal para “subsidiar a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Ceará com investigação e informações de inteligência” após a chacina que matou catorze pessoas no último sábado, em Fortaleza. O grupo contará com as participações da Secretaria Nacional de Segurança, da Polícia Federal (PF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

O anúncio foi feito em nota divulgada após as declarações do governador do Ceará, Camilo Santana (PT), que cobrou “ações mais efetivas do governo federal em relação ao crime organizado e ao tráfico de drogas”. Torquato Jardim alfinetou Santana, dizendo que a União seguirá apoiando os estados “ainda que os governantes não solicitem apoio por razões eminentemente políticas”. Filiado ao PT e ligado ao ex-ministro Ciro Gomes (PDT), Camilo Santana faz oposição ao governo de Michel Temer (PMDB).

Segundo a nota divulgada pelo Ministério, a força-tarefa tem como objetivo “propiciar aos órgãos de segurança do estado que atuem para reprimir de forma exemplar a ação de grupos criminosos envolvidos na chacina do último sábado”. Na entrevista coletiva concedida após reunião com entidades, Santana evitou confirmar o envolvimento de facções criminosas, mas disse que o Ceará está “pagando um preço muito caro hoje por falta de uma política nacional”.

“O tráfico e as facções começaram no Rio e em São Paulo e se espalharam pelo Brasil inteiro. Isso é uma briga de território. É um negócio ilícito que precisa de toda uma ação integrada. E o governo federal tem que cumprir o seu papel, a sua responsabilidade”, afirmou.

Chacina

Por volta das 0h40 de sábado, criminosos armados invadiram a festa “Forró do Gago” no bairro de Cajazeiras, na periferia de Fortaleza, abrindo fogo contra dezenas de pessoas que estavam no local. Catorze pessoas morreram, sendo oito mulheres e seis homens, e outras dezoito ficaram feridas.

A principal suspeita é a de que o caso seja mais um episódio da guerra entre facções criminosas no estado. Até o momento, cinco envolvidos, sendo três mandantes, já foram identificados e um homem foi preso portando um fuzil. Após a reunião deste domingo, o governador afirmou que as outras prisões seriam executadas “nas próximas horas”, mas o estado não divulgou novas prisões desde então.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Dalton Bittencourt Ferreira

    A população não sua mais absoluta ignorância continua elegendo políticos populistas.
    Pena que a conta vem acompanhada de tragédias como essa.

    Curtir

  2. Robledo do Micro

    13 anos de descaso com segurança. 13 anos de apoio a bandidagem. 13 anos de bolivarianismo. 13 anos de desgoverno do PT e agora reclamam de que? piada grosseira. usa tragédia politicamente.

    Curtir

  3. Nelson Marchetto

    Digam ao sr. santana que trabalhe também ao invés de acompanhar lula e sua trupe de vagabundos passeando pelo país!!!

    Curtir

  4. Juca Leiteiro

    Febre Vermelha.
    Por onde passaram PT, PC do B, PSOL, PDT e PMDB, a segurança pública está um caos. Veja AC, CE, RJ, RS, SE e agora com ações para neutralizar PF e MP, avança para quase todo o país.

    Curtir

  5. Nelson Marchetto

    Estão falando de “facções criminosas”, errado, devem ser tratados como guerrilheiros fortemente armados sr. Torquato, guerrilheiro se mata não se prende, veja como era as “farc”!!!

    Curtir

  6. Nelson Marchetto

    Digam ao “governador” e ao sr ciro gomes que trabalhem mais e ataquem menos, não gosto do “temer” mas tambem não gosto do chamado “populismo” petista!!!

    Curtir

  7. Juca Leiteiro

    Justiça lenta é como água benta do mal, né STF?
    Enquanto não botarem na cadeia os corruptos que estão no poder e seus protegidos pelo goleiro de porta de cadeia, o país será assim.

    Curtir

  8. Juca Leiteiro

    Vamos ser francos!
    De uns tempos para cá, a PF e o MP andam muito light, né Torquato?

    Curtir