Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ministério das Cidades abre sindicância para apurar fraude

Diretora de Mobilidade Urbana da pasta diz que servidor incluiu nota técnica no processo sem sua autorização

O ministro das Cidades, Mário Negromonte, solicitou nesta quinta-feira a abertura de uma sindicância interna na pasta para apurar fraude em projeto de transportes para Copa do Mundo de 2014, em Cuiabá (MT). O jornal O Estado de S. Paulo revelou que a diretora de Mobilidade Urbana do ministério, Luiza Viana, fraudou o parecer técnico que negava ao governo do Mato Grosso a possibilidade de alterar o projeto inicial, construindo um Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) em vez de uma linha rápida de ônibus. Com a manobra, o orçamento das obras foi elevado em 700 milhões de reais.

Em entrevista coletiva, a funcionária Luiza Viana afirmou que a primeira análise sobre o tema foi incluída no processo inadvertidamente. O documento original, assinado pelo analista Higor Guerra, desautorizava as mudanças solicitadas pelo governador do Mato Grosso, Silval Barbosa. Luiza disse que, como o servidor se recusou a alterar o texto, ela mesma mudou seu conteúdo. Segundo a funcionária, é normal esse tipo de revisões em documentos da pasta, que continuam com a mesma numeração. “A praxe é manter o mesmo número, lógico”, afirmou. “O texto do Higor tinha uma série de vícios, achismos”.

Ela disse ainda que houve uma “quebra de segurança” em relação ao servidor e que Negromonte solicitou investigação do caso. “O ministro está absolutamente tranquilo em relação aos nossos procedimentos”, disse Luiza. “Isso é uma grande fantasia”.

O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF/DF) instaurou nesta quinta-feira investigação cível para apurar fraude ocorrida no procedimento administrativo do Ministério das Cidades.

Leia também:

Leia também: PSDB pede afastamento do ministro Mário Negromonte