Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Minas Gerais conta os estragos da chuva: 16.000 edificações tiveram danos

População das cidades afetadas pela chuva aproveitou fim de semana de sol para limpar casas e contabilizar os estragos. Total de donativos arrecadados é de 530 toneladas

O fim de semana na região metropolitana de Belo Horizonte e no resto do estado trouxe alívio para os mineiros. Céu claro, sol forte e temperaturas mais elevadas predominaram em boa parte do estado. Nas áreas afetadas pela chuva, o sábado e o domingo foram de trabalho, para limpar ruas e casas que ficaram encobertas pela lama. Dos 853 municípios mineiros, 228 foram afetados pelas tempestades. Destes, 166 (cerca de 20%) decretaram situação de emergência. Mais de 16.000 edificações foram danificadas e 639 ficaram completamente destruídas, deixando 4.639 pessoas desabrigadas.

Na manhã desta segunda-feira, o governador Antônio Anastásia recebeu no Palácio da Liberdade, no Bairro de Lourdes (Região Centro-Sul de Belo Horizonte), dos representantes de entidades de classe e dos setores de comércio e alimentício, 150 toneladas em doações para as vítimas das chuvas. Os donativos serão encaminhados pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG) para envio imediato aos municípios em situação de emergência.

A Defesa Civil Estadual estima que, desde o início da campanha de arrecadação, foram recolhidos mais de mais de 380 toneladas de alimentos e materiais de higiene e limpeza. Com as doações recebidas nesta segunda-feira, o volume arrecadado chega a 530 toneladas. Os produtos doados – entre eles leite, fraldas, alimentos não perecíveis, material de higiene pessoal e limpeza doméstica, colchões, fogões, roupas, roupas de cama e banho – sairão em 23 de caminhões para as cidades de Acaiaca, Barra Longa, Barroso, Claro dos Poções, Conceição da Barra de Minas, Guaraciaba, Mariana, Matipó, Muriaé, Nazareno, Patrocínio de Muriaé, Ponte Nova, Prados, Raposos, Santa Cruz de Minas, São João Del Rei, São Sebastião da Vargem Alegre, Setubinha, Tiradentes e Visconde do Rio Branco.

Posto – A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) também montou um posto de arrecadação de donativos para as vítimas das chuvas. A arrecadação ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, no hall do prédio principal da ALMG, na rua Rodrigues Caldas, Bairro Santo Agostinho. Ainda podem ser doados alimentos não perecíveis, água mineral, produtos de higiene e limpeza, além de roupas e calçados. Os materiais serão encaminhados à Defesa Civil, Cruz Vermelha ou a entidades de ajuda humanitária para serem distribuídos às regiões mais afetadas.

A assessoria de comunicação do Governo de Minas informou que, como a quantidade de produtos arrecadados foi grande, uma parte dos alimentos e produtos diversos será destinada a entidades como creches, asilos, hospitais e instituições públicas e filantrópicas.

Meteorologia – Apesar do tempo firme no fim de semana, o 5º Distrito de Meterologia alerta que a previsão é de mais chuvas para Minas a partir desta segunda-feira, pelo menos para a região do Triângulo Mineiro e Sul do Estado. De acordo com o meteorologista Jorge Luiz Moreira, nessas duas áreas o tempo permanecerá nublado com possibilidade de chuva a qualquer hora do dia. “Nas demais áreas, como a Região Metropolitana de Belo Horizonte, vai predominar céu claro, com pancadas de chuvas no fim da tarde”, informou Moreira. Segundo ele, o tempo melhora em todo o estado mais para o fim de semana. As temperaturas vão subir, e o clima poderá, enfim, ganhar características de verão: calor e pancadas de chuva à tarde.