Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Militantes antissegregacão homem-mulher desafiam ultraordoxos em Israel

Por Menahem Kahana 1 jan 2012, 15h41

Milhares de militantes contra a segregação entre homens e mulheres circularam neste domingo de ônibus pelos bairros ultraortodoxosde Jerusalém para denunciar a regra tácita que faz com que as mulheres tenham que se sentar na parte de trás desses veículos.

Esta ação, que foi realizada sem incidentes, acontece num momento em que as discriminações em relação às mulheres, impostas por uma ala radical dos judeus ortodoxos, causam uma forte comoção, depois de uma série de incidentes que obrigram os dirigentes a reagir.

Os manifestantes, jovens em sua maioria, fizeram com que as mulheres participantes se sentassem na parte dianteiro dos ônibus sem que os Haredim (literalmente os “Temerosos de Deus”) presentes a bordo reagissem.

A manifestação foi convocada por iniciativa de organizações judias da corrente reformadora, defensora tradicional da igualdade homem-mulher, e de organizações que fazem campanha há anos contra a segregação feminina nos transportes públicos utilizados pelos ultraortodoxos.

Continua após a publicidade
Publicidade