Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mensalão: defesa diz que ex-ministro “não pegou dinheiro de traficante”

Anderson Adauto busca se livrar da acusação de lavagem de dinheiro ao afirmar desconhecer a origem dos recursos do valerioduto

“Adauto tinha origem para esses recursos. Foi buscar no PT, não foi buscar de qualquer traficante”

Ex-ministro dos Transportes e o atual prefeito de Uberaba (MG), Anderson Adauto negou nesta terça-feira que tivesse conhecimento da origem criminosa dos recursos que recebeu do valerioduto. Réu pelos crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro, o político é acusado de ter intermediado a compra de apoio político do PTB e de ter recebido 950 000 reais do publicitário Marcos Valério.

“Adauto tinha origem para esses recursos. Foi buscar no PT. Não foi buscar de qualquer traficante, o que então sugeriria que se tratava de qualquer ilícito. O PT gozava, antes dessa fumaça lançada pelo Ministério Público, de toda a credibilidade”, disse o advogado Roberto Pagliuso.

Leia também:

entenda o escândalo do mensalão