Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Menor suspeito de ter esfaqueado ciclista no Rio é detido

Adolescente tem quinze anotações criminais, sendo cinco delas por assalto com facas — mesmo método como atacou o médico Jaime Gold na terça-feira

Por Leslie Leitão 21 Maio 2015, 10h13

Policiais da Divisão de Homicídios capturaram, na manhã desta quinta-feira, o menor H., de 16 anos, na Favela de Manguinhos, Zona Norte do Rio de Janeiro. Ele é suspeito de ter participado do roubo da bicicleta que resultou na morte do médico Jaime Gold, de 57 anos, na noite de terça-feira, na Lagoa, Zona Sul do Rio. O adolescente tem quinze anotações em sua ficha criminal, sendo cinco delas por assaltos com faca, além de furto, roubo e uso de drogas. Na última vez em que foi detido, o menor ficou internado numa instituição por quarenta dias – ele foi liberado em março. A maioria dos crimes foi cometida em bairros nobres do Rio, como Leblon e Ipanema, na mesma região.

O menor estava tranquilo ao ser apreendido e não confessou o crime. Ele deu de ombros e disse aos policiais: “O máximo que eu fiquei [internado] foram 45 dias mesmo”. Os agentes disseram que H. é um especialista em roubo de bicicletas italianas e celulares como Iphone, ambos itens de alto valor. Os modelos para ciclismo de estrada podem custar cerca de 25.000 reais.

Número de assaltos no Rio é o segundo maior em 10 anos

Pezão critica Justiça após ciclista morrer esfaqueado por menores

A equipe do delegado Rivaldo Barbosa passou o dia inteiro de quarta-feira tentando identificar os dois autores de mais um crime que chocou o país. Após identificarem o menor, conseguiram o mandado de busca e apreensão no plantão judiciário, durante a madrugada. A partir daí, agentes foram à caça do rapaz, que acabou apreendido dentro de um apartamento do PAC em Manguinhos, que também conta com uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). De acordo com investigações da Polícia Civil, o rapaz é oriundo da Favela do Mandela, em Benfica, na Zona Norte.

Segundo testemunhas, Jaime Gold não reagiu à tentativa de assalto e mesmo assim recebeu facadas na altura da barriga. Gold perdeu muito sangue e passou por uma cirurgia de emergência, mas não resistiu e faleceu na quarta-feira.

Leia também:

Maioridade penal aos 18 anos: um dogma que precisa ser derrubado

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês