Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Menor colocou fogo em dentista no ABC, diz polícia

Cinco suspeitos foram detidos neste sábado, sendo dois de 17 anos. Polícia procura homem identificado como Tiago Pereira

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) afirmou, neste sábado, que um menor de 17 anos foi o responsável por atear fogo e matar a dentista Cinthya de Souza, de 47 anos, em sua clínica odontológica, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Ao todo, cinco suspeitos foram detidos. Desses, segundo a polícia, três confessaram participação efetiva na morte de Cinthya – os outros dois suspeitos são menores de idade e estariam envolvidos com a quadrilha. Um sexto elemento, identificado como Tiago de Jesus Pereira, está foragido. Ele aparece de óculos brancos no retrato falado divulgado ontem.

Leia também:

Prender assassinos de dentista é questão de honra, diz delegado

Menor identifica suspeito de ter matado dentista

Bandidos ateiam fogo e matam dentista no ABC paulista

reconhecido

O modus operandi do grupo era o mesmo: eles se apresentavam como pacientes para conseguir entrar nos consultórios, eram violentos, costumavam utilizar isqueiros para ameaçar as vítimas e, após o roubo, fugiam em um carro preto. Um dos assaltos ocorreu no dia 12 de abril, quando foram elaborados os retratos falados dos suspeitos.

No dia do assassinato de Cinthya, segundo a delegada Elisabete Sato, diretora do DHPP, Jonatas ligou para o menor logo após tentar sacar dinheiro da vítima, comunicando que só havia 30 reais na conta dela. Revoltado, o adolescente utilizou o isqueiro que possuía e o álcool que havia no consultório para incendiar a dentista. “A crueldade com que eles relatam a cena do assassinato chocou os policiais”, afirma Elisabete.