Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Homem confessa ter matado menina de 6 anos por ‘vingança’

Kauani Cristhiny estava desaparecida desde quarta-feira, 17; autor do assassinato foi preso

A estudante Kauani Cristhiny Soares Rodrigues, de 6 anos, foi encontrada morta e seminua na noite de segunda-feira, 22, em uma vala numa região de mata próxima à casa onde ela morava com a mãe e o irmão. A menina estava desaparecida desde quarta-feira, 17, em Mongaguá, litoral de São Paulo. A Polícia Civil prendeu o homem que confessou ser o autor do crime.

Ainda não foram divulgados detalhes sobre as circunstâncias e a motivação do assassinato. O corpo da criança, encontrado com a ajuda de cães farejadores, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da Praia Grande, onde serão realizados exames que vão determinar se ela foi estuprada.

Kauani desapareceu na madrugada de quarta-feira, 17, por volta das 2 horas, enquanto dormia em sua casa. A mãe notou a ausência da garota e percebeu que a porta da frente da casa estava aberta. O imóvel fica na Avenida Governador Mario Covas Júnior, no bairro Parque Marinho, próximo da plataforma de pesca de Mongaguá.

O delegado titular da Delegacia de Polícia de Mongaguá Rui de Matos afirmou à TV Tribuna, filiada da TV Globo no litoral de São Paulo, que houve um desentendimento em uma festa que estava acontecendo na residência de Kauani e por uma “vingança”, o homem pegou a criança e a levou para um estacionamento, local em que a teria matado. Ainda segundo Matos, duas vítimas informaram ter sido estupradas pelo homem.

Em mensagem no Facebook, a prefeitura de Mongaguá informou que as buscas pela garota chegaram ao fim e prestou condolências à família. “Neste momento, prestamos condolências à família, na esperança de que toda a dor seja amenizada na medida do possível. As polícias Civil e Militar, bem como as guardas municipais de Mongaguá, Itu e Itupeva seguem no caso”, escreveu.

(Com Estadão Conteúdo)