Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Médica usa dedo de silicone para marcar ponto de colegas

Thauane Nunes Ferreira, que disse seguir ordens do diretor municipal do Samu, validava o ponto digital de seis profissionais, entre médicos e enfermeiros

Por Da Redação - 11 mar 2013, 10h17

Uma médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Ferraz de Vasconcelos, em São Paulo, foi flagrada neste domingo marcando o ponto para colegas utilizando dedos de silicone. Thauane Nunes Ferreira, detida no período da manhã na delegacia da cidade pela Guarda Municipal, foi liberada por volta das 18h30, com habeas corpus apresentado por seu advogado.

Ela validava o ponto digital biométrico de comparecimento de seis profissionais, entre médicos e enfermeiros, com as próteses feitas de silicone. Thauane vai responder por falsificação de documento público.

Denúncia – Após denúncia anônima, foram colocadas câmeras de monitoramento no prédio do Samu e realizada a ação da Guarda Civil. Ao ser indagada, já na delegacia, a médica informou que fazia os registros seguindo ordens do diretor do Samu municipal, Jorge Cury.

O prefeito de Ferraz de Vasconcelos, Acir Filló, concederá, na tarde desta segunda-feira, entrevista coletiva junto com o secretário de Saúde, Juracy Ferreira da Silva, e o secretário de Governo, Adair Loredo, para informar as providências administrativas que serão tomadas em relação ao caso.

Publicidade

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade