Clique e assine a partir de 9,90/mês

‘Me deixa ir com ele’, gritou Clarissa Garotinho na prisão do pai

Mulher e filha protestaram aos gritos durante transferência do ex-governador do hospital para a prisão de Bangu

Por Da redação - Atualizado em 18 nov 2016, 07h53 - Publicado em 18 nov 2016, 07h39

A transferência do ex-governador do Rio, Anthony Garotinho, na noite desta quinta-feira do Hospital Municipal Souza Aguiar, onde se encontrava internado, para o complexo penitenciário de Bangu, foi acompanhada por sua mulher a ex-governadora Rosinha Garotinho, atual prefeita de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense, e Clarissa Garotinho, uma das filhas do casal e deputada federal.

As duas fizeram coro aos gritos de protesto do político quando foi levado do hospital para a prisão. Clarissa gritava enquanto o pai era colocado na ambulância: “Meu pai não é bandido. Deixa eu ir com ele. Eu quero ir com ele.” Várias vezes gritou “Pai”.

Em meio ao tumulto, Rosinha também tentou acompanhar o marido, pedindo aos policiais que a deixassem entrar no veículo. Enquanto isso, de acordo com reportagem do jornal O Globo, vários funcionários foram para a porta do hospital para comemorara ida do ex-governador para Bangu.

 

Continua após a publicidade
Publicidade