Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mascarados tentam invadir a Câmara Municipal de São Paulo

Outro grupo de arruaceiros entrou em confronto com a polícia em frente à Assembleia Legislativa de São Paulo, na Zona Sul da cidade

Duzentos manifestantes encapuzados tentaram invadir a Câmara Municipal de São Paulo, no centro da capital paulista, no início da noite desta quarta-feira. A Polícia Militar conseguiu conter o grupo de arruaceiros com bombas de gás lacrimogêneo e gás de pimenta. Vidraças do prédio público foram quebradas e sacos de lixo incendiados foram colocados nas vias da região para obstruir o tráfego.

O tumulto começou por volta das 19 horas, quando os vândalos lançaram pedras contra a polícia, e foi controlado 40 minutos depois. Por volta das 20 horas, parte do grupo, que se concentrava em frente à Câmara, se dispersou pelo centro da cidade e depredou agências bancárias na Avenida Liberdade e na Rua 24 de Maio.

Outro protesto – Em frente à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), na Zona Sul da cidade, um grupo de 80 manifestantes derrubou as grades de contenção e tentou invadir o edifício. A Tropa de Choque da PM reagiu com bombas de efeito moral e balas de borracha. Pelo menos uma pessoa ficou ferida devido aos estilhaços de uma bomba – ela foi encaminhada para o ambulatório da Alesp.

Um outro grupo de sindicalistas está dentro da Assembleia para pressionar pela abertura de uma CPI sobre o suposto cartel de empresas em licitação de obras do metrô de São Paulo.