Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Marinha quer submarino nuclear até 2020

Por Jadyr Pavão 22 set 2008, 10h57

Em meio às especulações sobre o aumento da exploração de petróleo em alto-mar, devido às descobertas na camada do pré-sal, a Marinha planeja dobrar a atual frota de 27 navios-patrulha e construir cinco novos submarinos – sendo um deles nuclear. A medida, que só se concretizaria em 2020, levaria ao aumento do controle da costa nacional, segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo.

As ações brasileiras seriam uma resposta à reativação da Quarta Frota dos EUA, divisão responsável por operações no Atlântico Sul, criada em 1943 e desmobilizada em 1950. Na semana passada, os militares brasileiros iniciaram a Operação Atlântico, com treinamentos no litoral do Rio, São Paulo e Espírito Santo de 10.215 homens da Marinha, Exército e Aeronáutica. Também na semana passada, o presidente Lula comentou a reativação da frota americana: ‘Os homens já estão aí com a Quarta Frota quase em cima do pré-sal’, afirmou. O objetivo da missão brasileira não é investir em uma máquina de guerra, mas mas fazer potenciais inimigos ou grupos terroristas pensarem duas vezes antes de se aventurar em uma área estratégica para o Brasil.

Publicidade