Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Maranhão confirma sete feridos em ataque a aldeia indígena

Informação de conselho indigenista era de que havia 13 feridos, entre os quais 2 índios com mãos decepadas. Governo diz que 3 pessoas seguem internadas

Por Da redação Atualizado em 1 Maio 2017, 22h43 - Publicado em 1 Maio 2017, 21h52

O governo do Maranhão informou no início da noite desta segunda-feira que o conflito entre moradores da região de Povoados das Bahias, na cidade de Viana (MA), e índios da etnia gamela deixou sete pessoas feridas – e não 13, conforme informação do Conselho Indigenista Missionário (Cimi).

De acordo com o governo de Flávio Dino (PCdoB), que classificou o ataque como “lamentável violência”, “durante o confronto, sete pessoas ficaram feridas, sendo cinco gamelas e dois não-gamelas”.

Ao contrário da informação do Cimi, segundo o qual dois índios tiveram as mãos decepadas e outros cinco foram baleados, a nota oficial não cita este tipo de ferimento e diz apenas que “um dos gamelas teve fratura exposta nas mãos, foi operado e continua internado”. Dos sete feridos, segundo o governo maranhense, três seguem internados.

Ainda de acordo com o comunicado, “a Polícia Militar do Maranhão atuou imediatamente” após ter sido informada do conflito e evitou uma “tragédia”. Policiais permanecem no local do ataque com reforço no efetivo, diz o governo.

“A Secretaria de Estado de Segurança Pública já instaurou inquérito para investigar as condições em que o conflito ocorreu. Equipe da Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular também está sendo deslocada para a área em conflito”, diz a nota.

O governo do Maranhão afirma ter encaminhado ofício ao Ministério da Justiça, “pois compete ao Governo Federal definir se as terras em questão são indígenas ou não”.

O ministro da Justiça, Osmar Serraglio, determinou o envio de uma equipe da Polícia Federal ao local com o objetivo de evitar mais conflitos. O governo federal também ofereceu apoio à Secretaria de Segurança Pública do Maranhão.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)