Clique e assine a partir de 9,90/mês

Entorno do Maracanã é palco de protesto a horas da abertura

Grupo se manifesta contra a realização dos Jogos Olímpicos. Manifestantes chegaram a ser impedidos de seguir pela PM, mas ato continuou após negociação

Por Da redação - Atualizado em 5 ago 2016, 18h01 - Publicado em 5 ago 2016, 17h41

Um grupo que protesta contra a realização da Olimpíada se aproximou na tarde desta sexta-feira ao Estádio do Maracanã, palco da festa de abertura dos Jogos Rio-2016, que ocorre esta noite a partir das 20 horas. Os manifestantes seguiam pela Avenida Conde do Bonfim em direção à Praça Afonso Penna, na Tijuca, quando foram impedidos de continuar o trajeto pela cavalaria da Polícia Militar.

Eles chegaram a afirmar ao comandante da operação, major Márcio Varella, que havia um acordo para que a passeata prosseguisse, mas o oficial informou que a ordem de bloqueio partiu de níveis superiores. O impasse durou cerca de 15 minutos e os manifestantes puderam prosseguir, sempre escoltados por policiais do Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos. Agora, o grupo protesta em um bairro nas cercanias do estádio.

Tocha – No começo da tarde, em Copacabana, na Zona Sul da cidade, um protesto contra o presidente interino Michel Temer alterou o trajeto do revezamento da tocha olímpica, que deixou de passar por um trecho da orla e seguiu por ruas internas do bairro. Diversos movimentos de esquerda e centrais sindicais protestaram com faixas e cartazes em português e em inglês, em frente ao Hotel Copacabana Palace. Houve um momento de tensão, quando a manifestação foi impedida de avançar, até que a tocha deixasse Copacabana.

(Com agência Brasil)

Publicidade