Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Manifestantes contra vacina invadem a Alerj e são contidos por seguranças

Assembleia não conseguiu votar o projeto de lei que proíbe a discriminação de pessoas que se recusarem a tomar a vacina contra o coronavírus

Por Da Redação 8 dez 2021, 22h09

Um grupo de manifestantes contrários à vacina tentou invadir na tarde desta quarta-feira, 8, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro após a votação de um projeto de lei contra o passaporte da vacina. Após conflito, o grupo foi contido pelos seguranças da Alerj.

Segundo a administração municipal, ninguém foi preso e não houve feridos no confronto.

Com o ocorrido, a Alerj não conseguiu votar o projeto de lei 4.919/21, de autoria dos deputados Filipe Soares (DEM) e Márcio Gualberto (PSL), que proíbe a discriminação de pessoas que se recusarem a tomar a vacina contra o coronavírus. A proposta recebeu 57 emendas dos parlamentares e será novamente analisado pelas comissões da Casa antes de ser votado em plenário. Não há previsão para que o texto volte à pauta.

A medida apresentada tem como objetivo impedir que o passaporte sanitário seja usado em qualquer município do estado. O projeto também pretende proibir que empresas, públicas ou privadas, possam cobrar o certificado de vacinação de seus funcionários.

A proposta ainda prevê multa de cerca de R$ 3 mil para quem pedir o passaporte de vacina. A cobrança pode chegar até a R$ 370 mil para autoridades públicas.

No Rio de Janeiro, o prefeito Eduardo Paes (PSD) adotou a obrigatoriedade do cartão de vacinação para acessar determinados locais. O projeto dos deputados também se coloca contra a decisão dele.

Giro VEJA: Passaporte da vacina alimenta novo embate entre Bolsonaro e Doria

Continua após a publicidade

Publicidade