Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Manifestações fecham rodovias paulistas

Também no interior paulista, em Sumaré, três guardas municipais ficaram feridos em confrontos com manifestantes. O dia também foi marcado por passeatas em Aracaju, Rio de janeiro, Niterói e Florianópolis

Por Da Redação 25 jun 2013, 20h56

Cerca de 500 manifestantes interditaram os dois sentidos da rodovia Dutra na altura do quilômetro 149, em São José dos Campos (SP), no início da noite desta terça-feira. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o trânsito foi interrompido por volta das 19 horas por moradores da região que protestam contra a corrupção.

A concessionária CCR Nova Dutra, administradora da rodovia que liga São Paulo ao Rio de Janeiro, informa que o tráfego está liberado na pista marginal. Não há relato de confrontos.

As rodovias Raposo Tavares e Castello Branco, que ligam a cidade de São Paulo ao interior do estado, tiveram tráfego interrompido em trechos próximos da capital paulista,. De acordo com a CCR Via Oeste, que administra as duas rodovias, a primeira a ser bloqueada foi a Raposo Tavares, às 18h45, na altura do quilômetro 43, em Vargem Grande Paulista (SP). A concessionária informou que a rodovia foi liberada às 19h22, mas voltou a ser bloqueada às 20h50.

A Castello Branco foi bloqueada nos dois sentidos por uma hora, a partir das 19h46, no quilômetro 32, altura de Barueri (SP).

Rodovias bloqueadas – Outras rodovias do país também foram bloqueadas por manifestações nesta terça-feira. Na região metropolitana de Porto Alegre, a BR-290, no quilômetro 86, em Cachoeirinha, foi interditada no início da noite. Em Minas Gerais, o Anel Rodoviário da BR-381 teve o trânsito interrompido na altura do quilômetro 6, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Leia também:

Renan apoia plebiscito e promete aprovar passe livre para estudantes

Continua após a publicidade

MP propõe que polícia filme ação em protestos

Rio começa a abrir dados sobre empresas de ônibus

Sul – Em Florianópolis, cerca de mil pessoas foram às ruas nesta terça-feira, segundo a Policia Militar. Duas concentrações distintas foram marcadas para o final da tarde, mas os grupos se juntaram próximo ao Terminal de ônibus do centro (Ticen). De acordo com a PM, os manifestantes se deslocaram para a Assembleia Legislativa do estado, localizada no centro da capital catarinense, e depois caminharam em direção ao túnel Antonieta de Barros, que liga o centro ao sul da capital.

Sudeste – Em Sumaré, no interior de São Paulo, houve confronto entre policiais e manifestantes nesta terça-feira. Cerca de 2.000 pessoas se reuniram em frente à sede da Câmara dos Vereadores, na região central da cidade, por volta das 17 horas. Segundo a Guarda Civil Metropolitana, um grupo de vândalos apedrejou o edifício público, quebrando vidraças e janelas. Algumas pedras atingiram a cabeça de três guardas municipais, que ficaram feridos. Eles foram encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sumaré e já recebem atendimento médico. A tropa de choque da Polícia Militar foi acionada e avançou sobre os manifestantes, que logo se dispersaram. Em São José do Rio Preto, o protesto teve início na Câmara de Vereadores do município. De acordo com a PM, 800 pessoas acompanham a sessão da Câmara de forma pacífica. No estado do Rio de Janeiro, a capital fluminense e Niterói registraram manifestações na noite desta terça-feira. Em Niterói, teve confronto entre policiais e manifestantes. Nordeste – Por volta de 8.000 pessoas participaram dos protestos nesta terça-feira em Aracaju (SE), segundo a Polícia Militar. Um dos pleitos é a revogação do aumento na passagem de ônibus, os manifestantes exigem que a tarifa passe de 2,45 reais para 2,35 reais, medida que foi aprovada nesta terça pela câmara dos vereadores do município. Os manifestantes se encontraram às 16 horas na Praça Fausto Cardoso e se dirigiram à sede da prefeitura, na região central. A PM informou que um motorista se irritou com o protesto e avançou sobre alguns manifestantes, que interromperam o tráfego no centro da cidade. Nenhuma pessoa, no entanto, ficou ferida e o motorista foi detido pela polícia. Leia ainda: Protestos no Rio e em Niterói perdem força nesta terça

Sobe para nove o número de mortos em confronto na Maré

Com apoio do Passe Livre, sem teto fazem protesto esvaziado na periferia de São Paulo

Continua após a publicidade
Publicidade