Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mais um índio é baleado em área de conflito em MS

Hospital afirma que bala ficou alojada próxima da coluna vertebral; governo autorizou nesta terça o envio de 110 homens da Força Nacional para a região

Mais um índio foi baleado na tarde desta terça-feira no município de Sidrolândia, em Mato Grosso do Sul, na região que nas últimas duas semanas tem sido palco de conflitos entre indígenas da etnia terena e fazendeiros. Nesta terça-feira, o governo autorizou o envio de 110 homens da Força Nacional de Segurança para atuar na região, a pedido do governador André Puccinelli.

Segundo informações divulgadas pelo Hospital Elmíria Silvério Barbosa, de Sidrolândia, o índio baleado foi identificado como Josiel Gabriel Alves, de 34 anos. Ele deu entrada na unidade no final da tarde, com uma bala alojada próxima à coluna cervical. No início da noite, ele foi transferido para a Santa Casa de Campo Grande.

De acordo com o hospital, parentes do índio relataram que ele foi atingido próximo à área da fazenda São Sebastião. A propriedade é vizinha da fazenda Buriti, onde um índio morreu baleado em uma operação de reintegração de posse na última quinta-feira, monitorada pela Polícia Federal.

Leia também:

Governo envia Força Nacional para área ocupada por índios

CNA diz que morte de índio é “tragédia anunciada”

Confronto – A fazenda Buriti, local do confronto da semana passada, continua em poder dos terenas. Os índios chegaram a sair da propriedade após a operação da PF, mas voltaram a invadir a fazenda menos de 24 horas depois. Em resposta, a Justiça emitiu uma nova ordem para a retirada dos índios. O prazo termina na quarta-feira.

Segundo a Federação de Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), 65 fazendas em 20 municípios do estado estão atualmente em poder de índios invasores.