Mãe é presa suspeita de criar quarto para companheiro abusar de filha

Segundo a polícia, o abuso acontecia havia mais de um ano

Por Redação - Atualizado em 2 jul 2018, 19h06 - Publicado em 1 jul 2018, 20h31

Uma mãe foi presa em Tocantinópolis, município no norte do Estado do Tocantins, por suspeita de permitir e colaborar para que o companheiro abusasse sexualmente de sua filha, de 13 anos.

De acordo com a Secretaria de Segurança do Tocantins, as investigações começaram em maio, depois que a delegacia da região tomou conhecimento que um homem de 33 anos era suspeito de ter posse de uma arma e estuprar reiteradamente a enteada com a conivência da mulher, de 40 anos, mãe da vítima. 

Segundo a polícia, a mulher, que vive em união estável com o homem há nove anos, afirmou que tinha conhecimento do abuso, que acontecia havia mais de um ano. Ela também revelou que torcia para que a filha e o companheiro “casassem e tivessem filhos” e que tinha feito um quarto para que os dois pudessem “namorar de forma mais tranquila”. 

O homem afirmou para os oficiais que estava “namorando” com a enteada. A polícia esclareceu, porém, que a menina não dava consentimento aos atos do padrasto — além disso, qualquer ato sexual com menores de 14 anos é considerado estupro de vulnerável, segundo o Código Penal brasileiro.

Publicidade

O suspeito foi preso no dia 28 de maio, quando foi feita uma busca na residência do casal, onde foi localizada uma espingarda. A mulher foi presa na última quinta-feira, 28, após um mandado solicitado pela Delegacia Especializada da Criança e do Adolescente de Tocantinópolis. O casal deve permanecer preso até o término das investigações.

Publicidade