Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mãe e filha morrem com tiro de fuzil em favela

Parentes das vítimas acusam a polícia de ter efetuado o único disparo que atingiu as vítimas. Armas dos policiais envolvidos na ação foram recolhidas

Duas mulheres, mãe e filha, morreram durante confronto entre traficantes e policiais no Morro da Quitanda, em Costa Barros, Zona Norte do Rio, na noite de quinta-feira. Parentes de Alessandra de Jesus, 23 anos, e Maria de Fátima de Jesus, 52 anos, dizem que elas foram baleadas por policiais que perseguiam um bandido.

As duas foram atingidas por um único tiro de fuzil: Alessandra, na cabeça, e Maria, no peito. A mãe morreu no local, enquanto a filha chegou a ser levada para o Hospital Municipal Carlos Chagas, mas não sobreviveu. A Divisão de Homicídios (DH) investiga o caso. As armas dos policiais envolvidos na ação foram recolhidas e serão enviadas para perícia.

Manifestações – Para evitar protestos, equipes do 41º BPM (Irajá) reforçam o patrulhamento nas proximidades da favela nesta sexta. Na última terça-feira, três ônibus foram incendiados e um carro da PM foi depredado durante manifestação de moradores da Vila Cruzeiro, na Penha, na Zona Norte do Rio.

Eles acusam policiais da morte de Laércio da Luz Neto, de 17 anos, encontrado morto com sinais de asfixia. Parentes do jovem afirmam que ele havia sido visto pela última vez sendo conduzido por PMs que trabalham na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do complexo.

Leia também:

Moradores da Penha protestam contra morte de menor