Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Lewandowski rejeita liberdade a João de Deus e pede informações ao Coaf

Réu por violação sexual e estupro de vulnerável, o líder religioso está preso desde 16 de dezembro

Por Estadão Conteúdo 1 mar 2019, 21h45

O ministro Ricardo Lewadowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou nesta sexta-feira, 1º, o pedido de liberdade do médium João de Deus. Lewandowski foi definido relator do processo depois de os ministros Gilmar Mendes e Luiz Fux se declararem impedidos para julgar o caso.

Réu por violação sexual e estupro de vulnerável, o líder religioso está preso desde 16 de dezembro no Complexo Penitenciário de Aparecida de Goiânia. Nesta quinta-feira, 28, um pedido de liberdade do médium foi negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

  • Lewandowski também decidiu pedir informações ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre um relatório de informações financeiras referente a João de Deus. A defesa do médium reclamou ao STF que não teve acesso ao documento do Coaf, que teria apontado movimentações suspeitas pelo médium.

    Publicidade