Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Kassab ignora ataques de colegas do DEM

Prefeito disse que bate-boca sobre criação de novo partido não é prioridade

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, decidiu não responder aos ataques feitos por seus colegas de DEM. Chamado de “oportunista”, Kassab disse, nesta quinta-feira, que o bate-boca com membros da legenda está fora de sua pauta. Na quarta-feira, dia em que o prefeito da capital paulista deu mais um passo rumo à criação de sua nova legenda – o Partido Democrático Brasileiro (PDB) -, deputados federais do DEM subiram à tribuna da Câmara para declarar guerra a Kassab. A nova siglafoi, inclusive, apelidade de “Partido Da Boquinha”. Questionado sobre as críticas, Kassab afirmou: “A minha prioridade não são esses debates, mas administrar São Paulo. Não me afastarei dessa prioridade”. O prefeito tratou com indiferença os colegas de partido que o atacaram: os deputados Onyx Lorenzoni, ACM Neto e Mendonça Prado. “Tenho a melhor relação possível com os líderes do meu partido, o DEM, os senadores Jorge Bornhausen, Marco Maciel e José Agripino. Com eles estou discutindo a questão partidária, o futuro do partido e o meu futuro.”