Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Justiça do Rio determina libertação de manifestantes presos

Três administradores da página do Black Bloc no Facebook estão presos desde o dia 6 acusados de formação de quadrilha armada e incitação à violência

Por Da Redação 12 set 2013, 19h48

A juíza da 27ª Vara Criminal, Simone Ferraz, determinou a libertação dos três administradores da página do “Black Bloc RJ”, mantida no Facebook. Henrique Palavra Vianna, Daniel Guimarães Ferreira e Jahn Gonçalves Traxler foram presos no último dia 6 acusados de crimes de formação de quadrilha armada e incitação à violência. Eles estão presos em Bangu 9, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste, e devem ser soltos na sexta-feira.

Começa a valer proibição do uso de máscaras em manifestações no Rio

Os advogados do Instituto de Defensores de Direitos Humanos (DDH), coletivo de advogados voluntários que defende os jovens, pediram a liberdade provisória dos três rapazes alegando que são estudantes, têm bons antecedentes e residência fixa. “O delito de formação de quadrilha armada não procede. Não havia arma. Havia um objeto (feito de pregos) que não foi usado em nenhum delito”, afirmou o advogado Felipe Coelho. Segundo o defensor dos manifestantes.

No dia 6 de setembro, a Justiça decretou a prisão preventiva dos três, o que poderia fazer com que os suspeitos ficassem até 30 dias no presídio, renováveis por mais 30. Os black blocs organizaram protestos durante a semana passada pedindo a libertação do trio. O grupo chegou a tentar invadir o Tribunal de Justiça do Rio, mas foi contido por seguranças.

No momento, além dos três rapazes que administravam a página do Facebook, há um quarto manifestante preso. Wallace Vieira Santos, de 23 anos, preso em flagrante no dia 7 de setembro, continuará atrás das grades. De acordo com a Polícia Civil, Wallace estava com uma bomba e com três sinalizadores quando foi detido por policiais e conduzido à delegacia.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

LEIA TAMBÉM:

Justiça decreta prisão preventiva de integrantes do Black Bloc

Manifestantes planejam pintar os rostos para driblar restrição às máscaras

Polícia prende integrantes do Black Bloc em casa

Galeria ‘Os protestos no Rio de Janeiro’

Continua após a publicidade

Publicidade