Clique e assine a partir de 9,90/mês

Justiça decreta prisão preventiva de motorista que atropelou ciclistas

Juíza de Porto Alegre acata pedido do Ministério Público do RS e da Polícia Civil

Por Da Redação - 2 mar 2011, 01h28

A Justiça do Rio Grande do Sul decretou a prisão preventiva do bancário Ricardo Neis, acusado de ter atropelado e ferido pelo menos 12 ciclistas em Porto Alegre. A decisão foi tomada no final da noite de ontem, a pedido da Polícia Civil e do Ministério Público Estadual.

O incidente, que teve repercussão mundial, ocorreu na noite de sexta-feira, quando Neis abriu caminho para ultrapassar um grupo de ciclistas acelerando seu carro e atropelando diversas pessoas. O passeio ciclístico reuniu cerca de 130 integrantes que compõem o grupo chamado “Massa Crítica”, cujo objetivo é promover o uso da bicicleta como meio de transporte cotidiano. A pedalada ocorre todos os meses e mobiliza, inclusive, crianças.

O motorista prestou depoimento à Polícia Civil na tarde de segunda-feira e alegou que agiu em defesa dele e do filho que estava a bordo, por temer que ciclistas que haviam cercado o automóvel tentassem agredi-los ou partir para um linchamento.

Durante a tarde de ontem Neis se internou numa clínica psiquiátrica da região metropolitana de Porto Alegre.

Continua após a publicidade
Ciclistas diante das bicicletas retorcidas: atropelador estava em um Golf preto e fugiu do local
Ciclistas diante das bicicletas retorcidas: atropelador estava em um Golf preto e fugiu do local VEJA

(com Agência Estado)

Publicidade