Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça concede liberdade sob fiança a assassino de Trayvon Martin

A justiça da Flórida concedeu, nesta sexta-feira, liberdade sob fiança ao vigilante voluntário George Zimmerman, acusado de assassinar Trayvon Martin no dia 26 de fevereiro, e que fez suas primeiras declarações públicas, afirmando aos pais do jovem que está “desolado”.

A decisão do juiz Kenneth Lester estipula o pagamento de fiança de 150.000 dólares e ocorre um mês e meio após a morte do adolescente de 17 anos, que estava desarmado, em Sanford, na Flórida. O caso foi motivo de grande comoção no país por revelar o espectro de um crime racista.

George Zimmerman, que admitiu ter abatido Trayvon Martin, mas que alega legítima defesa, não deverá, no entanto, ser imediatamente libertado nesta sexta-feira. Uma vez fora da prisão, vai precisar, enquanto aguardar o julgamento, usar um bracelete eletrônico de vigilância dotado de GPS, além ser proibido de portar armas, ingerir bebida alcoólica ou de entrar em contato com a família da vítima.

Antes da decisão do magistrado, Zimmerman falou pela primeira vez publicamente no tribunal de Sanford, apresentando desculpas pela morte do jovem negro que voltava para casa após comprar doces.

“Estou desolado pela perda de seu filho. Não sabia a idade dele. Pensava que era um pouco mais jovem do que eu. Não sabia se estava armado ou não”, disse ele aos pais da vítima presentes ao tribunal.

De 28 anos e de origem peruana, George Zimmerman ouviu nesta audiência os advogados das duas partes argumentarem a favor e contra sua libertação com o pagamento de fiança.

Com o olhar grave, ele também ouviu sua esposa afirmar por telefone ao tribunal que seu marido não é perigoso, e que ela fará tudo ao seu alcance para que ele não fuja. “Eu garanto aos senhores, não é uma pessoa violenta nem representa uma ameaça para a comunidade”, lançou Shellie Zimmerman.

Mas o procurador Bernie del Rio, por sua vez, citou episódios violentos do passado de Zimmerman, incluindo uma detenção por ter agredido um oficial da polícia ou, ainda, um incidente de violência com uma mulher.

O juiz Mark Herr fixou para o dia 29 de maior a data de audiência durante a qual Zimmerman será formalmente acusado.