Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Justiça autoriza Alexandre Nardoni a passar o Dia dos Pais fora da prisão

É a primeira vez que o preso, condenado pela morte da filha Isabella, obtém o benefício conhecido como 'saidinha'

Por Mariana Zylberkan - Atualizado em 8 ago 2019, 14h09 - Publicado em 8 ago 2019, 13h15

O Tribunal de Justiça de São Paulo autorizou o advogado Alexandre Nardoni, condenado desde 2010 pela morte da filha Isabella Nardoni, a passar o Dia dos Pais fora da prisão. É a primeira vez que é concedido a Nardoni o benefício conhecido como “saidinha”, dado a presos com bom comportamento em datas comemorativas.

De acordo com o advogado de defesa Roberto Podval, ele já deixou a Penitenciária de Tremembé, em Taubaté, no interior paulista, e terá que voltar após o Dia dos Pais, comemorado neste domingo 11.

Há cerca de três meses, Nardoni obteve a progressão para o regime semiaberto concedido pela juíza Sueli Zeraik, da 1ª Vara de Execuções Penais de Taubaté.  Com a decisão, ele obteve a permissão para deixar a prisão durante o dia para trabalhar ou estudar, mas deve retornar à cadeia durante a noite. 

Ele estava preso desde 2008, quando ocorreu o crime. A pena que Nardoni recebeu foi de trinta anos e dois meses de prisão. Ele ficou dois anos detido preventivamente antes de ser condenado pela Justiça. 

Publicidade

A esposa de Nardoni, Anna Carolina Jatobá, também condenada pelo assassinato de Isabella, já recebe o benefício de saída no Dia das Mães desde 2017. Ela também está presa no complexo penitenciário de Tremembé.

Publicidade