Clique e assine com até 92% de desconto

Islamitas no Mali dão 100 chicotadas em casal por ter filho sem se casar

Por Romaric Ollo Hien 20 jun 2012, 12h22

Membros do grupo islamita armado Ansar Dine (Defensores do Islã) deram nesta quarta-feira 100 chicotadas em um casal que teve um filho sem se casar, indicaram testemunhas à AFP.

“Na praça Sankoré de Timbuctu (centro), um homem e uma mulher receberam 100 chicotadas por terem tido um filho sem se casar”, declarou um vereador da cidade, Mohammed Uld Baby, o que foi confirmado por outras testemunhas.

Mohammed Uld Baby, que disse que se encontrava no local do ocorrido, indicou que era a primeira vez que se castigava deste modo um casal desde que os islamitas tomaram o controle de Timbuctu, em abril.

“Era como um espetáculo. As pessoas observavam o que ocorria”, acrescentou.

“Os jovens desceram de um veículo na praça e começaram as chicotadas. Eu nunca havia visto uma coisa assim”, afirmou.

Os dois jovens foram levados ao hospital de Timbuctu para receber atendimento médico, indicou uma fonte deste estabelecimento.

Após um golpe de Estado militar em Bamako no dia 22 de março, os grupos islamitas radicais Ansar Dine, AQMI e o Movimento pela Unidade e a Jihad na África Ocidental (MUJAO) tomaram o controle das três regiões administrativas do norte do Mali (Timbucto, Gao e Kidal), depois de baterem os rebeldes tuaregues, que também estão presentes na região.

Na semana passada, membros do MUJAO queimaram caixas de cigarros e deram chicotadas em fumantes em outra cidade do norte do Mali. Em maio, em Gao, impediram que um grupo de jovens jogasse futebol e visse televisão, o que provocou violentas manifestações contra os islamitas.

Continua após a publicidade
Publicidade