Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Irmão de Genoino assumirá liderança do PT na Câmara

Deputado tornou-se conhecido em todo o Brasil após o escândalo dos dólares na cueca, em 2005. Seu nome também é citado em investigação da PF

Por Da Redação 15 nov 2012, 07h55

Com a anúncio da escolha de Jilmar Tatto (PT-SP) para ocupar a secretaria de Transportes na administração de Fernando Haddad em São Paulo, o deputado José Guimarães (PT-CE) deverá assumir a liderança do partido na Câmara, em janeiro de 2013. Irmão do mensaleiro José Genoino, Guimarães tem no currículo sua própria lista de escândalos: tornou-se nacionalmente conhecido no episódio dos “dólares na cueca”. Na época, um assessor seu foi preso no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, quando tentava embarcar para Fortaleza com 100.000 dólares escondidos na cueca e mais 209.000 reais numa maleta de mão.

Além disso, o deputado é citado no relatório de inteligência da Operação Águas Claras da Polícia Federal, deflagrada nesta semana com o objetivo de investigar empresários acusados de corrupção e fraudes em licitações de prestadoras de serviço a companhias de água e esgoto de municípios de quatro estados, inclusive o Ceará.

Rede de Escândalos: Os dólares na cueca e outros casos que chocam o Brasil

A escolha de Guimarães para o cargo foi acertada no início deste ano, quando Tatto foi eleito líder do PT. O deputado está em seu segundo mandato na Câmara. Antes, foi três vezes deputado estadual no Ceará.

Tatto já foi secretário municipal dos Transportes no período de 2002 a 2004, quando Marta Suplicy (PT), hoje ministra da Cultura, era prefeita de São Paulo.

Na segunda-feira, Haddad anunciou mais secretários, três deles também ligados à gestão de Marta: Leda Maria Paulani, que assumirá a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão; Luis Fernando Massonetto, que assume Negócios Jurídicos e o vereador Antonio Donato, que fica com a Secretaria de Governo.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade