Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Investigações do caso Marielle estão perto de desfecho, garante Witzel

Governador do RJ disse não ter acesso aos detalhes do processo, mas estipulou que conclusões podem ser divulgadas já no mês de janeiro

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou que as investigações dos homicídios da vereadora Marielle Franco (PSOL) e de Anderson Gomes, seu motorista, estão próximas de um desfecho. Ambos assassinados em 14 de março de 2018, na região central do Rio, quando o carro em que estavam foi alvejado por criminosos.

Durante coletiva de imprensa concedida neste sábado, 12, o governador estipulou que “talvez isso [conclusão do caso] aconteça até o final desse mês”. Ele ressaltou, no entanto, que não tem conhecimento de quem são as pessoas envolvidas, já que o processo está sob sigilo.

Witzel comentou a investigação das mortes durante entrevista para explicar os ajustes na administração prisional e na área de segurança pública fluminense.

Entre os ajustes, estão a nomeação do coronel da Polícia Militar, Alexandre Azevedo de Jesus, para o comando da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) e a extinção da Secretaria Executiva do Conselho de Segurança Pública.

O coronel substitui André Caffaro de Andrade, que pediu exoneração apenas 11 dias depois da posse. Segundo o governador, o antigo nomeado teve um problema pessoal que o impediu de continuar no cargo.