Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Interdição da Imigrantes causa trânsito lento na Anchieta

Há congestionamento na Anchieta sentido São Paulo próximo ao Rodoanel Mário Covas e sentido litoral, nos dois sentidos. Neblina persiste na serra

A pista norte da Rodovia dos Imigrantes, sentido São Paulo, deverá ser liberada para o uso apenas na tarde desta sexta-feira, informou a Polícia Rodoviária. A liberação estava prevista para a manhã, mas, após a Ecovias dar como concluída o trabalho de limpeza, os policiais rodoviários fizeram uma vistoria e constataram ainda não haver condições de segurança para abrir a rodovia. Alguns trechos ainda tinham resíduos de óleo e pedaços de veículos envolvidos no engavetamento ocorrido às 13 horas de quinta. Já se passaram 20 horas desde o acidente. Funcionários da concessionária e bombeiros limparam a pista durante toda a madrugada jogando areia para absorver o óleo derramado dos veículos. Em seguida, eles retiraram a areia e fizeram uma segunda lavagem. O trabalho está sendo repetido nos trechos ainda inadequados ao tráfego.

Pouco antes das 10 horas, foram removidos os últimos quatro caminhões que estavam no acostamento. A Ecovias informou que, no total, foram retirados da rodovia 104 veículos. Eles foram levados por guinchos até o pátio da concessionária.

A liberação só será possível após o fim dos trabalhos de limpeza e de uma vistoria para checar as condições de segurança da pista. O acidente provocou uma morte, deixou 51 feridos – dois deles em estado grave – e bloqueou a rodovia nos dois sentidos por quatro horas na quinta-feira. Por volta das 17h30 uma pista, sentido capital, foi liberada. Nesta manhã, o trânsito flui normalmente nas demais pistas da Imigrantes, de acordo com a concessionária.

A interdição da pista norte, no entanto, reflete no volume de veículos que circula pela Anchieta, via alternativa que liga São Paulo ao litoral. Há problemas na Anchieta no sentido São Paulo, próximo ao Rodoanel Mário Covas. Neste trecho, foi implantada a Operação Comboio na praça de pedágio, como medida de segurança por causa da neblina e o tráfego é lento devido ao excesso de veículos. No sentido litoral, há lentidão nos dois sentidos, devido ao excesso de veículos

Segurança – A Polícia Rodoviária recomenda, em caso de neblina, que os motoristas dirijam a uma velocidade média de 30 quilômetros por hora, com farol baixo ligado. Não se deve usar farol alto, pois ele é refletido pelas gotículas da neblina e prejudica ainda mais a visibilidade da pista. Também não é recomendado parar no acostamento nem trafegar com o pisca-alerta ligado.

O engavetamento ocorreu no quilômetro 41 da Estrada dos Imigrantes, próximo ao município de São Bernardo do Campo. No momento do acidente uma forte neblina cobria o local e a visibilidade na estrada era baixa. Segundo a Polícia Militar, o acidente também envolveu um caminhão cisterna carregado de um produto inflamável que ficou espalhado na pista e acabou incendiando vários veículos.

‘Foi o maior acidente que já vi’ – O acidente desta quinta já é um dos maiores da história da via que liga a capital ao litoral de São Paulo, segundo a concessionária Ecovias. O major da Polícia Rodoviária Estadual Nilton Michelazzo, que coordena as operações no local, ficou impressionado. “Em 28 anos e meio de estradas, foi o maior acidente que já vi”, disse o major. A Ecovias nega a informação inicial de que uma carreta desgovernada teria sido a causa do acidente, uma vez que esse tipo de veículo não pode trafegar nesse sentido, no trecho em que ocorreu a colisão. “Não diria que havia excesso de velocidade, graças a isso não morreu mais gente”, disse Michelazzo.