Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inmet emite alerta para neve de até 5 cm em 26 cidades do RS e SC

Massa de ar frio de origem polar avança sobre o país e deve derrubar as temperaturas nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste; mínima pode chegar a -4ºC

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para a chance de neve em 26 cidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina entre a tarde desta sexta-feira, 2, e sábado 3. De acordo com as informações divulgadas, os acúmulos de neve podem chegar a até 5 cm de espessura e há riscos de pequenos acidentes nas regiões afetadas.

O fenômeno deve acontecer após uma massa de ar frio de origem polar avançar sobre o território brasileiro nos primeiros dias de agosto, fazendo com que as temperaturas caiam nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Segundo o instituto, o pico do resfriamento será neste fim de semana. Os estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul serão os mais afetados, com mínimas de -4ºC durante o período.

As temperaturas baixas do solo e da atmosfera, somados com a alta umidade das nuvens na região, criarão um ambiente propício para o fenômeno ocorrer. O Inmet aponta que a maior chance de nevar nas serras gaúcha e catarinense é a partir das 15h desta sexta-feira até as 18h de sábado.

Entre os 26 municípios afetados, treze estão localizados no Rio Grande do Sul: Bom Jesus, Cambará do Sul, Campestre da Serra, Caxias do Sul, Esmeralda, Ipê, Jaquirana, Monte Alegre dos Campos, Muitos Capões, São Francisco de Paula, São José dos Ausentes, São Marcos e Vacaria. As outras cidades pertencem ao estado de Santa Catarina: Bocaina do Sul, Rio Rufino, São Joaquim, São José do Cerrito, Urubici, Urupema, Correia Pinto, Lages, Painel, Bom Jardim da Serra, Campo Belo do Sul, Capão Alto e Cerro Negro.

Esta é a segunda vez no inverno de 2019 em que uma massa de origem polar avança sobre o território brasileiro e ocasiona quedas nas temperaturas. Na primeira semana de julho, dois moradores de rua foram encontrados mortos em São Paulo por causa do frio. Um deles estava próximo à estação Dom Bosco da CPTM, na região de Itaquera, protegido apenas por um cobertor.

Ainda assim, o inverno brasileiro deste ano contou com poucos eventos frios por causa da influência do El Ninõ (o aquecimento acima do normal da porção central e leste do Oceano Pacífico Equatorial que dificulta a entrada do ar frio de origem polar). O que predominou foi a sensação de outono, com tardes relativamente quentes e noites amenas, eventualmente frias no Sul, no Sudeste e em parte do Centro-Oeste.