Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Início do julgamento do mensalão agita redes sociais

Por Da Redação
3 ago 2012, 08h41

Por Débora Álvares

São Paulo – Os manifestantes que se ausentaram da Praça dos Três Poderes, em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, durante a primeira sessão do julgamento do mensalão, tomaram conta das redes sociais ontem. Palavras que faziam referência ao caso estiveram entre as mais frequentes no Twitter.

O bate-boca que marcou os primeiros momentos da sessão, entre os ministros Ricardo Lewandowski, revisor do processo, e Joaquim Barbosa, relator, garantiu boa parte das referências. O apresentador Milton Neves escreveu: “Medalha de ouro para Joaquim Barbosa, o Pelé do Planalto”. “Lewandowski diz que Joaquim Barbosa desmembrou o mensalão tucano”, escreveu o ator José de Abreu.

Os nomes de outros ministros, como a ministra Rosa Weber ao se manifestar contra o desmembramento, também apareceram entre os termos mais comentados do microblog.

Continua após a publicidade

A hashtag #Mensalão não esteve entre as dez mais usadas, mas apareceu em tweets em outros países. O termo #ConfioNoSTF, criado por quem não acredita na existência do esquema, chegou a ocupar o terceiro lugar.

Do Hospital Samaritano, no Rio, onde permanece internado após a retirada de um tumor no pâncreas, o ex-deputado Roberto Jefferson não poupou comentários. “Será um mês longo, de exaltação ou velório da democracia. Mês para mostrar que o STF tem liberdade, independência e, principalmente, coragem.”

Jefferson criticou o atraso ocasionado pela votação de uma questão de ordem colocada pelo advogado Marcio Thomaz Bastos. “Se julgamento ficar na só tipicidade, antijuricidade e culpabilidade, tende a ser um mar de tédio para a opinião pública.”

Continua após a publicidade

Ele tocou, ainda, em outro assunto que promete ser tratado: “Se o julgamento se prolongar mais do que se imagina, haverá acalorada discussão sobre a possibilidade de (o ministro Cezar) Peluso adiantar voto.”

A ex-senadora do PSOL Heloisa Helena pediu pelo Twitter a punição dos culpados. “Que o Brasil não sinta mais vergonha por ver pobre na cadeia pelo roubo de pão e corrupto impune pela pocilga mensalão!”

Já o deputado federal Paulo Teixeira (PT) pediu a aplicação da lei e concordou que a Corte julgue apenas réus com foro privilegiado. “Concordo com o ministro Lewandowski quando defende o desmembramento da ação penal 470, para que o STF julgue apenas quem tem foro privilegiado.” As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.