Clique e assine com até 92% de desconto

Índios pataxós invadem cinco fazendas no sul da Bahia

Autoridades locais não sabem afirmar se existem feridos. Polícia Federal chega ao local na manhã desta segunda-feira

Por Da Redação 15 abr 2012, 21h07

Na madrugada deste domingo, índios da etnia Pataxó Hã Hã Hãe ocuparam cinco propriedades rurais do município de Pau Brasil, localizado no litoral sul da Bahia. As terras são disputadas pelos índios com fazendeiros e com empresas agropecuárias da região.

Fazendeiros que procuraram a delegacia local para registrar ocorrência disseram que 30 pessoas foram feiras reféns pelos índios. A polícia não sabe dizer se existem feridos na região.

De acordo com informações da Agência Brasil, as polícias Civil e Militar quase não têm interferido no caso por se tratar de uma região de reserva federal, ou seja, de competência da Polícia Federal. O agente da polícia Civil de Pau Brasil, Sagro Bonfim, disse que a unidade da PF mais próxima do município, localizada a 150 km na cidade de Ilhéus, foi avisada no início desta manhã, mas que só irá à reserva nesta segunda-feira.

A Polícia Civil do município afirma que essas invasões têm se tornado frequentes também nos municípios Camacan e Itaju da Colônia.

Informações mais precisas sobre o ocorrido neste domingo devem ser divulgas nesta segunda-feira, após a chegada da Polícia Federal na região.

Região de conflitos – A Agência Brasil divulgou ainda que índios reclamam há 28 anos a posse de terras na região e que uma Ação Cível Originária (ACO) 312, protocolada pela Fundação Nacional do Índio (Funai) no Supremo Tribunal Federal (STF), assegura que a área foi demarcada como reserva indígena em 1936. Os conflitos teriam começado depois que o governo estadual concedeu títulos de posse a fazendeiros da região em anos posteriores. Uma ação foi levada a plenário em 2008 para rever as terras aos índios, mas segue parada até o momento.

Continua após a publicidade
Publicidade