Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Incêndio em prédio de SP destrói sede da Igreja Evangélica Luterana

Original de 1908, o prédio teve o telhado, forro de madeira e vitrais demolidos

O incêndio que causou o desabamento de um prédio de 26 andares no Centro de São Paulo, na madrugada desta terça-feira, atingiu também uma das sedes da Igreja Evangélica Luterana de São Paulo. De acordo com o pastor Frederico Carlos, “praticamente sobrou o altar e uma torre”.

“Todo o telhado da igreja foi comprometido, o forro de madeira original de 1908, a parede direita com vitrais que foram confeccionados por um dos maiores vitralistas do Brasil. Foram preciosidades artísticas que se perderam. 80% no mínimo do prédio [foi atingido]. Não sei como está o órgão de 1000 tubos, da mesma idade da igreja”, disse o pastor em entrevista, ao Bom Dia Brasil.

O templo, também conhecido como Martin Luther, foi construído em estilo neogótico e inaugurado em 25 de dezembro de 1908. Ele foi tombado pelo Conpresp, em 1992, e pelo Condephaat, em 2012. Guilherme von Eÿe, seu arquiteto, também assinou o projeto do Conservatório Dramático e Musical de São Paulo. O prédio ocupa uma área de 1012 metros quadrados e tinha pavimento térreo de 465 metros quadrados. Entre 2012 e 2013, passou por uma reforma interna.

Uma de suas preciosidades era um órgão que, originalmente, tinha 12 registros e 620 tubos. Reformas no instrumento aumentaram o número de tubos para 1900 (em 1956) e 1946 (em 1995).

Os vitrais eram outra atração. Eles retratavam o Selo de Lutero, símbolo do luteranismo, e foram produzidos pela Casa Conrado, do vitralista Conrado Sorgenicht, autor dos vitrais peças do Mercado e do Teatro Municipal de São Paulo.

 (Google Earth/VEJA)