Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Idosa morre após ter sopa injetada na veia

Ela estava internada na Santa Casa de Barra Mansa, que reconhece o erro

Por Da Redação 10 out 2012, 14h54

Uma paciente de 88 anos internada na Santa Casa de Barra Mansa, no interior do Rio de Janeiro, morreu depois de ter sopa injetada em sua veia. A direção do hospital reconhece o erro da funcionária, mas nega que o fato tenha levado à morte da idosa, que foi enterrada na terça-feira.

Ilda Vitor Maciel foi internada no dia 27 de setembro depois de um acidente vascular encefálico, que deixou metade de seu corpo paralisado. Na noite de domingo, ela esperava por uma refeição, mas a funcionária injetou a sopa do jantar na veia da paciente. Ela chegou a ser medicada, mas morreu 12 horas depois, depois de sofrer convulsão.

Na declaração de óbito do Instituto Médico Legal (IML) de Volta Redonda consta causa indeterminada. Um laudo da necropsia deve esclarecer se o erro médico levou à morte. O documento fica pronto em um mês. A Santa Casa afirma ter aberto procedimento interno para investigar o caso.

Publicidade